Água Inglesa – Quanto Custa, Benefícios, Como Tomar, Ajuda a Engravidar?

Muitas pessoas certamente já ouviram falar na água inglesa como algo benéfico para a saúde. No entanto, no que exatamente ela consiste e quais vantagens ela traz ao organismo?

 

agua-inglesa-engravidar

 

O que é e Quanto Custa?

Trata-se de um medicamento fitoterápico (produzido com plantas medicinais), muito procurado sobretudo por mulheres que desejam engravidar de maneira rápida.

Entre as ervas utilizadas nesse medicamento, estão: carqueja, camomila, losna, calumba e quina amarela.


Esse produto é elaborado pelo Laboratório Catarinense S.A e está há muitos anos no mercado brasileiro, sendo vendido em farmácias tradicionais e de manipulação assim como em lojas de produtos naturais. O preço é bastante acessível (em torno de R$30,00 o frasco).

Benefícios da Água Inglesa – Ajuda a Engravidar?

1 – Melhora a digestão

As plantas de sabor amargo possuem diversas propriedades que favorecem o bom funcionamento do sistema gastrointestinal, contribuindo para a digestão e evitando uma série de problemas, sobretudo aqueles relacionados ao fígado e à vesícula.

2 – Aumenta o apetite

Além de estimular as atividades digestivas, as substâncias tônicas dessa água melhoram o apetite, favorecendo também a metabolização dos nutrientes.

3 – Desintoxica o organismo

Graças ao efeito que essa água exerce no fígado, ela contribui para desintoxicar o organismo, removendo diversas impurezas e a gordura acumulada principalmente nesse órgão.

Com isso, além de favorecer a saúde do sangue, o consumo dessa água pode evitar uma série de doenças, tais como a esteatose hepática, popularmente conhecida como gordura no fígado.


5 – Favorece a fertilidade

Um dos motivos pelos quais a água inglesa é utilizada pelas mulheres que desejam engravidar trata-se de ela desintoxicar o corpo quanto ao excesso de hormônios que inibem a gravidez, grande parte deles contidos nos anticoncepcionais.

6 – Trata problemas uterinos

O tratamento com essa água também é indicado nos casos de abortos involuntários, endometriose e infecções uterinas, já que além de promover o equilíbrio hormonal, a água inglesa possui substâncias cicatrizantes, evitando hemorragias.

7 – Estimula a produção de leite materno

Por favorecer o equilíbrio do organismo feminino, essa água é também indicada para aumentar a produção de leite materno, tornando-o mais concentrado e saudável.

Como tomar a água inglesa?

Basta ingerir 30ml dessa água antes das principais refeições do dia.

Há alguma contraindicação quanto ao uso dessa água?

Embora esse medicamento natural ofereça uma série de benefícios para a saúde, ele não é indicado nas seguintes situações:

  • Gestantes;
  • Pessoas que fazem uso de medicamentos para fertilidade ou de reposição hormonal;
  • Mulheres que não desejam engravidar;
  • Pessoas que sofrem de problemas relacionados à acidez estomacal (gastrite, úlceras gastroduodenais, colite ulcerosa, síndrome do intestino irritável etc.);
  • Pessoas que sofrem de epilepsia (crises de convulsão);
  • Indivíduos diagnosticados com a Doença de Crohn (inflamação crônica no intestino responsável por causar alterações no revestimento digestivo);
  • Pessoas diagnosticadas com Parkinson;
  • Indivíduos alérgicos a qualquer um dos componentes da fórmula.

Há efeitos colaterais?

Quando ingerida em excesso ou de forma inadequada, essa água pode provocar:

Como potencializar o efeito desse medicamento?

Além de fazer uso da água inglesa é indispensável renovar os hábitos a favor de uma vida mais saudável. Hábitos esses que são:


Cuidar da alimentação

Esse é um item básico para as pessoas que almejam mais saúde e qualidade de vida. Tanto para evitar uma série de doenças quanto para manter o peso sob controle, uma alimentação rica em verduras, frutas, legumes, fibras, cereais integrais etc., é a grande aliada do organismo.

No caso das mulheres que desejam engravidar, é interessante inserir os seguintes alimentos no cardápio semanal:

  • Vegetais de cor verde escura (espinafre, brócolis, agrião, couve-manteiga, rúcula etc.);
  • Cereais (feijão, lentilha, ervilha e grão-de-bico);
  • Ovos;
  • Arroz e pão integral;
  • Leite e seus derivados (queijos, iogurte etc.);
  • Peixes (especialmente salmão, sardinha, arenque e atum);
  • Frutas cítricas (laranja, abacaxi, limão, kiwi, tangerina etc.);
  • Azeite de oliva extravirgem;
  • Oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas, avelãs e pistache);
  • Frutos do mar (camarão, mariscos e ostras).

Ter uma atividade física

Além de evitar doenças e favorecer a perda de peso, a atividade física contribui para o fortalecimento do sistema imunológico, tornando o organismo mais resistente à ação de bactérias, vírus, fungos e parasitas causadores de infecções, viroses etc.

Beber 2 litros de água

Para manter o organismo saudável, é imprescindível beber 2 litros de água todos os dias. Não é por acaso que essa é a recomendação número um dos médicos e nutricionistas.

A água hidrata e limpa o organismo, eliminando uma série de agentes causadores de doenças.  Além disso, a ingestão dela está relacionada a uma pele e cabelos saudáveis, deixando a aparência mais jovial.

Cuidar do sono

Para manter a saúde, incluindo os aspectos que envolvem a atividade hormonal, é imprescindível cuidar da qualidade do sono.

Por isso, recomenda-se dormir 8 horas todas as noites, estabelecendo horários fixos para deitar e levantar.

Gerenciar o estresse

Pesquisas comprovam que a causa de inúmeras doenças está relacionada às emoções.

Problemas digestivos e falta de apetite muitas vezes estão associados a períodos de estresse. Por isso, é necessário adotar métodos complementares de tratamento.

Entre esses métodos estão: terapia com psicólogo, yoga, meditação, reiki, aromoterapia etc.

No caso de mulheres que desejam engravidar, é ainda mais necessário cuidar da emoção, já que as vezes a ansiedade em ter um filho é justamente o que impede a gravidez.

É preciso consultar ao médico antes de ingerir essa água?

Sim. Por mais que se trate de um medicamento fitoterápico, antes de iniciar o consumo dessa água é necessário consultar um médico.

De acordo com cada caso, um especialista irá recomendar o tempo e dosagem ideal para o tratamento, assim como identificar se o paciente não possui alguma contraindicação.

No caso de mulheres que desejam engravidar, recomenda-se consultar um ginecologista ou especialista em fertilidade feminina.

Já para pessoas que desejam prevenir e tratar problemas relacionados à digestão e falta de apetite, deve-se consultar um clínico geral ou um gastroenterologista.

Seguindo todos esses cuidados, o uso da água inglesa promoverá grandes benefícios para a saúde, sobretudo das mulheres.