Alcachofra – Benefícios, Para que serve e contra-indicações

A alcachofra trata-se de uma flor comestível muito apreciada nos mais diversos países do mundo, sobretudo no continente europeu.

Entretanto, aqui no Brasil, os benefícios que ela oferece para a saúde são pouco conhecidos assim como também muitas pessoas não sabem exatamente o melhor modo de prepará-la.

Para esclarecer todas essas dúvidas e finalmente acrescentar esta planta na alimentação diária, acompanhe nosso post!

9 Benefícios da alcachofra

No que se refere aos inúmeros benefícios proporcionados pela alcachofra, os que mais se destacam são:

Publicidade
Publicidade

Fortalece o sistema imunológico

De acordo com estudos, a alcachofra fresca consiste em um dos mais potentes alimentos com propriedades antioxidantes que existem. Isso faz dela uma eficaz aliada do sistema imunológico, fazendo com que o corpo fique muito mais resistente à ocorrência de doenças.

Esta informação é confirmada por um estudo realizado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos no ano de 2006 e publicado pelo American Journal of Clinical Nutrition.

Nele foi constado que uma porção de alcachofras possui muito mais antioxidantes que os mirtilos, vinhos tintos e chocolates escuros (alimentos reconhecidamente ricos em propriedades antioxidativas).

Previne e combate a hipertensão

Os médicos mencionam que os alimentos ricos em potássio, tais como bananas, batata-doce e a alcachofra, auxiliam na manutenção dos eletrólitos do corpo.

Isso faz com que o organismo consiga compensar naturalmente a quantidade de sódio excedente na corrente sanguínea, agindo na diminuição da pressão arterial.

Evita a retenção de líquidos

Outro dos benefícios com relação a esta flor é que ela possui efeito diurético, ou seja, facilita a eliminação de líquidos pelo organismo.

Por isso, o consumo de alcachofras é sobretudo muito recomendado para as mulheres, já que elas são mais suscetíveis à retenção de líquidos.

Melhora o funcionamento do intestino

Por ser muito rica em fibras, a alcachofra também se apresenta como uma excelente agente natural para o bom funcionamento do intestino, evitando gases, constipação, infecções e até mesmo diminuindo os riscos de câncer nesta região do corpo.

Publicidade
Publicidade

Auxilia na digestão

As alcachofras são ricas em substâncias capazes de aumentar a produção do suco biliar, um elemento indispensável no processo digestivo.

Por isso, de acordo com médicos alemães, esta flor é muito eficaz para evitar problemas digestivos e dores de estômago.

Diminui o colesterol ruim

Além de todos os benefícios já mencionados, a alcachofra também atua na diminuição do colesterol ruim, o LDL.A razão disso é que ela possui substâncias que contribuem para o aumento dos níveis de colesterol bom (HDL) no organismo e, consequentemente, diminui o colesterol perigoso para as artérias (LDL).

Isso também faz com que o fígado funcione muito melhor, evitando inclusive uma doença chamada de esteatose hepática, popularmente conhecida como gordura no fígado.

Previne o câncer

Entre os benefícios da alcachofra também está o fato de ela atuar na prevenção do câncer.Além de serem ricas em antioxidantes, as alcachofras contêm inúmeras outras substâncias que evitam o surgimento de tumores e também contribuem para que eles não cresçam.

Um estudo publicado pela Universidade de Georg-August, na Alemanha, constatou que as substâncias contidas nas alcachofras interferem de forma muito positiva na prevenção e tratamento do câncer de próstata.

Fortalece os ossos

Pelo fato de a alcachofra ser rica em vitamina K, ela contribui imensamente para a saúde dos ossos. Além disso, as substâncias contidas nesta flor também favorecem a produção de colágeno pelo organismo, fator fundamental para manter a saúde da pele, ossos e dos tecidos conjuntivos, favorecendo também as articulações.

Favorece as funções metabólicas

Outro benefício obtido por meio do consumo de alcachofra trata-se de ela contribuir para as funções metabólicas, ou seja, ela auxilia o corpo na absorção correta dos nutrientes contidos em todos os alimentos.

Por mais que as alcachofras ofereçam diversos tipos de benefícios para a saúde, elas ainda não são muito consumidas aqui no Brasil. Ao contrário do que ocorre em países europeus, tais como França, Itália, Espanha etc, a população brasileira não tem por hábito ingerir alcachofra regularmente.

Isso precisa mudar. Uma das maneiras de adicionar este alimento no cardápio ao menos duas vezes ao mês é saber como prepará-lo e até mesmo como comê-lo.

Como consumir Alcachofra

1 – Ao comprar as alcachofras (elas são muito vendidas sobretudo em feiras livres), é preciso verificar se as pétalas delas estão firmes e bem apresentáveis (de preferência na cor roxa);

2 – Cortar o talo da alcachofra de tal modo que ele fique apenas com cerca de 2cm próximo às pétalas (este corte deve ser bem reto);

3 – Lavar bem as alcachofras, abrindo suavemente a parte superior das pétalas para que a água penetre no interior dela;

4 – Colocar uma ou mais alcachofras em uma panela com espaço suficiente, cobrindo metade das alcachofras com água, algumas pitadas de sal e temperos a gosto;

5 – Assim que a água começar a ferver, a panela deverá ser tampada, deixando as alcachofras cozinhando por 35 minutos;

6 – Enquanto as alcachofras cozinham, deve ser preparado o molho que irá acompanhá-las. Um dos mais comuns é um vinagrete feito com tomate, alho, cebola e cheiro verde bem picados, acrescentando uma pitada de sal, azeite e suco de limão;

7 – Após retirar as alcachofras da panela, para ver se elas estão no ponto de cozimento, basta tirar uma das pétalas. Se sair facilmente, ela já estará pronta para comer;

8 – Para saborear a alcachofra, basta pegar cada pétala, passar a ponta inferior dela no molho e comer. Com relação às pétalas, apenas esta parte é comestível;

9 – Ao terminar de comer essa parte de cada pétala, ficará o meio da alcachofra. Para comê-lo é preciso remover a parte superior (que tem algumas fibras ou “pelinhos”). Com isso, ficará apenas o chamado “coração” da alcachofra, que é considerada a parte mais saborosa desta flor.

Contra-indicações e Efeitos Colaterais

Caso a pessoa tenha problemas com obstrução do canal biliar, deve-se consultar um médico antes de consumir. Esse alimento pode gerar reações alérgicas em algumas poucas pessoas.

Para saber com mais detalhes o passo a passo quanto ao preparo e como comer as alcachofras, basta assistir ao vídeo abaixo.

É preciso ressaltar que o coração da alcachofra pode ser encontrado em conserva e também são disponibilizadas cápsulas com extrato dessa flor, vendidas em farmácias e lojas de produtos naturais.

Fontes (em inglês): 1, 2

Imagem: armazemdasespeciarias.com.br; suggest-keywords.com

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


vinte − dois =