Alimentos Indicados para Quem tem Pedra na Vesícula

Todas as pessoas que sofrem com esta doença necessitam saber de forma bem objetiva quais são os alimentos indicados para quem tem pedra na vesícula, obtendo a cura e o alívio dos sintomas por meio da alimentação diária.

Para saber quais são esses alimentos, como inseri-los no cardápio e obter dicas de como lidar com essa doença, fique de olho no nosso artigo.

 

Alimentos Indicados para Quem tem Pedra na Vesícula

 

O que é pedra na vesícula?

A vesícula consiste em uma pequena bolsa em formato semelhante ao de uma pera, que fica situada abaixo do fígado.

A função dela é armazenar a bile, um líquido responsável por ajudar no processo digestivo, sobretudo no que diz respeito à ingestão de gorduras.

Publicidade

Quando essa parte do corpo apresenta desequilíbrios ocasionados pelo aumento da quantidade de gordura, baixa quantidade de água e demais fatores, aparecem as chamadas pedras.

É preciso cirurgia?

Isso depende da gravidade e complicações da doença e do quadro geral do paciente. Muitas vezes o tratamento não requer cirurgia. No entanto, é necessário rever drasticamente os hábitos de vida, principalmente no que diz respeito à alimentação.

Quais os alimentos indicados para quem tem pedra na vesícula?

Tanto para quem sofre de problemas na vesícula ou para quem está se recuperando de um procedimento cirúrgico nesta parte do corpo, é imprescindível deixar a gordura bem longe do cardápio.

Entre os alimentos mais saudáveis e recomendados, destacam-se:

  • Frutas em geral (exceto: banana-maçã, goiaba e caju), pois elas prendem o intestino;
  • Legumes;
  • Leite desnatado;
  • Queijos magros;
  • Carnes magras;
  • Verduras;
  • Grãos;
  • Alimentos com alto teor de fibras: aveia, granola, gérmen de trigo, cevada e linhaça;
  • Sucos naturais;
  • Água de coco;
  • Chás naturais.

Quais alimentos evitar?

Além de saber quais são os alimentos indicados para quem sofre de pedra na vesícula, é fundamental saber o que evitar, fazendo com que o problema não se agrave. Os alimentos proibidos no cardápio de quem sofre da vesícula são:

  • Carnes gordas;
  • Pele de frango;
  • Alimentos embutidos como salame, presunto, salsicha, linguiças etc.;
  • Queijos gordos e requeijão;
  • Leite integral;
  • Peixes (salmão, atum e sardinha);
  • Chocolates;
  • Biscoitos recheados;
  • Bolachas de água e sal;
  • Manteiga;
  • Temperos industrializados, como caldos de carne ou legume, por exemplo;
  • Miúdos de frango (moela, rim, coração ou fígado);
  • Castanhas, amêndoas, nozes ou amendoim;
  • Bebidas alcóolicas;
  • Bebidas estimulantes como cafés e energéticos.

Vale ressaltar que esses alimentos devem ser evitados durante as crises de vesícula. Após controle da doença, mesmo assim é necessário ingeri-los com moderação.

É preciso acompanhamento médico?

Sem dúvida é preciso. Embora nem todos os casos requeiram cirurgia, é indispensável acompanhamento médico e até mesmo nutricional.

O médico a ser procurado no caso de pedras na vesícula é um especialista em gastroenterologia.

Publicidade

Quais são as pessoas mais propensas a desenvolver pedras na vesícula?

  • Mulheres em idade fértil;
  • Pessoas obesas com idade próxima dos 40 anos;
  • Indivíduos com colesterol ruim (LDL) alto;
  • Desequilíbrio hormonal (especialmente no caso das mulheres);
  • Pessoas que sofreram lesões relacionadas e úlceras duodenais;
  • Pessoas que fizeram cirurgia para tratamento de câncer, úlceras ou vagotomias (corte realizado no nervo vago com o objetivo de diminuir o ácido gástrico).

Quais são os sintomas de pedras na vesícula?

Na maioria das vezes, a ocorrência de pedra na vesícula não apresenta sintomas, sendo que a doença é diagnosticada mediante exames rotineiros.

No entanto, mediante complicação da doença, os principais sintomas apresentados são:

  • Desconforto estomacal (principalmente no lado direito no abdômen) ao ingerir alimentos gordurosos (carnes gordas, frituras, gema de ovo etc.);
  • Sensação de inchaço e endurecimento no abdômen;
  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Icterícia (pele amarelada);
  • Náuseas e vômitos.

Como evitar o aparecimento de pedra na vesícula?

Cuidar da alimentação

Para evitar esta doença, é imprescindível cuidar da alimentação, buscando reformular os hábitos. Isso envolve:

  • Reduzir drasticamente o consumo de álcool;
  • Adotar uma dieta rica no que popularmente chamam de “comida de verdade”, ou seja, alimentos o mais próximo do natural possível como verduras, grãos, cereais, legumes etc.;
  • Evitar ingerir alimentos embutidos, enlatados e/ou industrializados, tais como: massas congeladas, salame, presunto, salsicha etc.;
  • Evitar o consumo de carnes gordas.

Além de evitar esses itens ou ingeri-los com moderação, é essencial ter um cardápio rico em alimentos indicados para quem tem pedra na vesícula, já mencionados anteriormente.

Monitorar os níveis de colesterol

Conforme mencionado anteriormente, o colesterol ruim (LDL) alto está muito associado ao aparecimento dos chamados cálculos biliares (pedra na vesícula).

Por isso, é de suma importância fazer exames de sangue regularmente para acompanhar os níveis desse colesterol e seguir à risca a dieta recomendada pelo médico.

Beber bastante água

A água naturalmente contribui para limpar o organismo, eliminando o excesso de substâncias responsáveis por causar graves problemas de saúde.

Por isso, é importante todos os dias beber 2 litros de água (preferencialmente mineral ou filtrada).

Adotar uma atividade física

A prática regular de exercícios físicos, seja por meio de uma simples caminhada ou a prática de algum esporte como futebol, vôlei ou natação, contribui para reduzir os níveis de colesterol ruim e também colabora para o controle hormonal nas mulheres, diminuindo os riscos de aparecer pedras na vesícula.

Além disso, a atividade física regular é fundamental para manter o peso sob controle, eliminando um dos principais fatores de risco quanto ao aparecimento dessas pedras: a obesidade.

Monitorar o peso

O peso deve ser frequentemente monitorado seja por um médico ou nutricionista, verificando se está de acordo com a altura do paciente.

Isso é de extrema importância para diminuir o risco de ter pedra na vesícula como também de evitar várias doenças como hipertensão, diabetes, colesterol etc.

Monitorar a atividade hormonal

Sobretudo no caso das mulheres, recomenda-se que elas estejam sempre atentas às alterações hormonais.

Para isso, é necessário sempre solicitar esses exames ao ginecologista, identificando possíveis alterações com máxima antecedência, evitando complicações no organismo.

Com todas essas informações, é possível prevenir e tratar essa doença, seja por meio dos alimentos indicados para quem tem pedra na vesícula ou por meio de outros procedimentos necessários conforme orientação médica.

 

 

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*