Língua Branca – O que é, Causas, Gosto Amargo e Como Tratar?

Popularmente conhecida como Língua Branca, a Saburrosa Lingual consiste em um problema provocado pelo acúmulo de bactérias, formando uma espécie de placa de cor branca, amarelada ou amarronzada principalmente na parte do fundo da língua.

 

Língua-branca

 

Quais as causas da Língua Branca? – Gosto amargo

De forma geral, a ocorrência dessa placa está associada à diminuição da produção de saliva e descamação de pele bucal que geralmente se desprendem da bochecha ou dos lábios.

A diminuição da saliva ou descamação de pele bucal pode ocorrer em virtude de:

  • Desidratação;
  • Febre;
  • Boca seca;
  • Presença de infecções no organismo.
  • Ronco;
  • Tabagismo;
  • Má respiração;
  • Utilização de enxaguantes bucais com álcool;
  • Reações a determinados medicamentos (principalmente esteroides ou antibióticos);
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Ocorrência de candidíase oral;
  • Hábito de mordiscar os dedos, bochechas ou lábios;
  • Utilização de aparelhos ortodônticos;
  • Má higiene bucal;
  • Consumo em excesso de alimentos picantes;
  • Ocorrência de cardiopatia congênita em adultos.

A Língua Branca é uma das maiores responsáveis pelo mau hálito crônico, problema que, de acordo com pesquisas afeta cerca de 30% da população brasileira em algum momento da vida, podendo gerar um gosto amargo na boca (mas nem sempre estar com gosto amargo na boca, é sinal de mau hálito)

Publicidade

E como tratar a Língua Branca?

Pelo fato de haver a possibilidade de esse problema ser ocasionado por doenças mais graves, o primeiro passo do tratamento consiste em procurar um médico (clínico geral) para fazer uma avaliação completa de saúde, incluindo exames laboratoriais com o objetivo de identificar quadros de infecção, baixa imunidade, carência de nutrientes (vitaminas e minerais) etc.

Descartadas possíveis causas mais graves desse problema o tratamento da Língua Branca consiste basicamente em realizar técnicas de limpeza na língua que deverão ser feitas diariamente, estimular a salivação e fazer bocejos com misturas preparadas com ingredientes naturais.

Passo a passo da técnica de limpeza da língua

Itens necessários

  • 1 Limpador de língua com cerdas (é o mais adequado para essa limpeza);
  • 2 gazes;
  • Spray para limpeza da língua.

Passo a passo

1 – Aplicar 3 jatos de spray de limpeza da língua nas cerdas do limpador de língua;

Publicidade

2 – Colocar a língua bem para fora da boca e segurar a ponta dela com uma gaze. Essa imobilização da língua fará com que sejam diminuídos a sensação de enjoo durante a limpeza;

3 – Posicionar o limpador de língua com as cerdas para baixo, fazendo com que elas fiquem em contato direto com a língua;

4 – Fazer movimentos vai e vem (delicadamente) com as cerdas do limpador de língua com o objetivo de soltar toda a saburra lingual. Esses movimentos devem ser feitos por cerca de 30 segundos;

5 – Depois disso, com o outro lado do limpador (sem as cerdas), raspar suavemente toda a saburra lingual que foi solta, fazendo movimentos do fundo para a ponta da língua.

Obs.: Deve-se tomar cuidado para não raspar sobre as papilas valadas localizadas no fundo da língua (elas se parecem com pequenas verrugas). O limite da limpeza é até encostar nelas;

6 – Nos primeiros dias dessa limpeza, limpar até o local da língua que for confortável (evitando náuseas intensas). Com o passar dos dias, estender a limpeza mais para o fundo da língua (obedecendo o limite imposto pelas papilas valadas).

O ideal é que essa limpeza seja feita todos os dias. Caso isso seja inviável, realizá-la 4 vezes por semana é suficiente para prevenção e tratamento da Língua Branca.

Como estimular a salivação e evitar acúmulo de bactérias?

Além de escovar os dentes no mínimo 3 vezes ao dia, uma das formas mais eficazes de estimular a salivação e evitar o acúmulo de bactérias na língua é por meio da alimentação, sendo necessário ter um cardápio rico em alimentos probióticos, que são:

  • Kefir;
  • Kombucha (bebida probiótica obtida por meio da fermentação de chás ricos em cafeína);
  • Iogurte natural;
  • Iogurte grego;
  • Ervilha;
  • Azeitona;
  • Queijo cottage;
  • Chucrute (feito com repolho fermentado);
  • Chocolate escuro;
  • Kimchi (um tipo de chucrute em conserva bastante popular na Ásia);
  • Cerveja e vinho (desde que consumidos com bastante moderação);
  • Picles;
  • Missô (utilizado na culinária como regulador digestivo), sendo muito comum no Japão e facilmente encontrado no Brasil.

Além dos probióticos, o consumo de outros tipos de alimentos é essencial para favorecer o hálito e fortalecer as defesas imunológicas, inibindo naturalmente o acúmulo de bactérias. Esses alimentos são:

Óleo de coco

Esse óleo, que é considerado um dos mais saudáveis, é altamente eficaz no combate às bactérias.

Ele pode ser utilizado na alimentação diária e também misturado com outros itens para realização de bochechos.

Alho

Rico em alicina, o alho (sobretudo cru), funciona como um poderoso aliado para estimular a salivação e matar bactérias, evitando a formação da saburra lingual.

Recomenda-se utilizar pequenos pedaços de alho cru misturado com saladas temperadas com azeite de oliva extravirgem, limão e pouco sal, potencializando ainda mais os efeitos benéficos que ele oferece ao sistema imunológico.

Açafrão-da-terra

Também conhecido como cúrcuma, essa especiaria é de grande ajuda para melhorar as defesas naturais do organismo e eliminar bactérias (incluindo aquelas que se alojam na boca).

Essa especiaria pode ser utilizada no preparo de alimentos ou de shakes geralmente preparados com leite de coco.

Vegetais folhosos e ervas

O consumo de folhas (agrião, rúcula, agrião, almeirão, alface etc.) é de grande ajuda para estimular a salivação, contribuindo também para higienizar naturalmente a boca.

É indicado também aumentar o consumo de algumas plantas medicinais como manjericão, alecrim, orégano e salsinha.

Além de o chá dessas plantas ser benéfico para a saúde, elas oferecem um sabor especial aos alimentos, tornando as refeições mais aromáticas e nutritivas.

Água, muita água

A salivação depende bastante do consumo diário de água. Para evitar que bactérias ruins fiquem acumuladas na boca, é essencial ingerir 2 litros de água todos os dias, preferencialmente em temperatura fresca ou gelada.

Por conter grande quantidade de açúcar, deve-se evitar ao máximo o consumo de refrigerantes, sucos de caixinha, sucos em pó ou bebidas muito adocicadas em geral, já que o açúcar consiste em um dos principais vilões quanto à ocorrência de bactérias, especialmente na boca.

Com esses cuidados, o tratamento da Língua Branca pode ser feito em casa, considerando uma mudança significativa de hábitos alimentares.

 

Publicidade

Fontes: 1, 2

 

 


Assuntos Interessantes:

 

Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


13 − 9 =