6 Benefícios do chá de poejo – Dicas, Como fazer e Contraindicações

O chá de poejo é reconhecido como um dos tratamentos naturais mais recomendados para diversas situações, sendo de fácil preparo e altamente benéfico para a saúde.

cha-de-poejo

6 Benefícios do chá de poejo

1 – Melhora a digestão

As substâncias antiespasmódicas contidas nessa planta ajudam no alívio de dores estomacais geralmente oriundas da má digestão ou do desequilíbrio dos ácidos estomacais.

Além disso, esse chá contribui para o bom funcionamento do intestino, evitando episódios de prisão de ventre, constipação e inflamações intestinais, fatores responsáveis por provocarem doenças mais sérias como câncer de cólon e de intestino.


2 – Diminui a febre

Essa planta é portadora de substâncias que estimulam a transpiração, fator essencial para diminuir a febre.

3 – Ajuda a tratar problemas respiratórios

Graças à excelente quantidade de mentol presente no chá de poejo, ele é de grande ajuda no tratamento de doenças respiratórias, estimulando a expectoração.

Desde um simples resfriado até problemas mais graves como bronquite, asma ou pneumonia, esse chá apresenta excelente resultados.

4 – Alivia cólicas menstruais

O poejo favorece a atividade uterina de eliminação do fluxo menstrual de forma natural, ou seja, sem as contrações que geralmente provocam dores.

5 – Diminui o estresse

Em virtude do seu efeito naturalmente relaxante, o chá de poejo é recomendado para aliviar os sintomas do estresse, tais como irritação, insônia e ansiedade.


Ele também apresenta excelente efeito na ajuda ao tratamento da depressão em níveis leves.

6 – Reduz o inchaço abdominal

Por favorecer as atividades intestinais e o sistema digestivo como um todo, o consumo desse chá ajuda a diminuir o inchaço abdominal que muitas vezes é confundido com excesso de peso.


Como fazer o chá de poejo?

Ingredientes

  • 200ml de água;
  • 10g de folhas de poejo (frescas ou em erva).

Preparo

  • Colocar a água para esquentar. Quando começar a ferver, desligar o fogo e acrescentar as folhas de poejo;
  • Deixar essa mistura abafada por 10 minutos;
  • Coar e beber o chá logo em seguida.

Recomenda-se ingerir 2 xícaras desse chá diariamente pelo período de 1 semana.

Quais as contraindicações do chá de poejo?

Embora esse chá forneça uma série de benefícios para a saúde, ele não é recomendado nas seguintes situações:

  • Gestantes (pois essa planta contém substâncias abortivas);
  • Lactantes (mulheres que estão amamentando);
  • Pessoas que sofrem de doenças nos rins;
  • Mulheres predispostas a hemorragias vaginais;
  • Pessoas predispostas a reações alérgicas (sobretudo com relação a plantas).

poejo

Quais os efeitos colaterais desse chá?

Quando consumido em excesso ou de forma inadequada, o chá de poejo poderá apresentar alguns efeitos colaterais, que são:

  • Reações alérgicas;
  • Tontura;
  • Lentidão física e mental;
  • Dor de cabeça;
  • Intoxicação.

Onde comprar poejo?

O poejo fresco pode ser encontrado em feiras livres ou em mercados municipais (onde se oferece grande variedade de plantas e ervas medicinais).

Já a planta em erva é facilmente encontrada em lojas de produtos naturais tanto físicas quanto online, possuindo valores bem acessíveis.

Algumas curiosidades sobre o poejo

  • Essa planta pertence à família da hortelã, sendo cientificamente chamada de Mentha pulegium;
  • Popularmente, essa planta é conhecida também como Erva-de-São-Lourenço e menta selvagem;
  • Por ter um aroma semelhante à hortelã-pimenta, essa planta é muito utilizada na culinária para o preparo de peixes, aves carnes vermelhas e saladas;
  • Desde a antiguidade, o poejo era utilizado pelos gregos durante os processos de purificação de águas poluídas, tornando-as próprias para consumo;
  • O poejo consiste em uma das plantas estudadas pelas equipes de cientistas brasileiros que atendem a interesses do SUS quanto ao desenvolvimento de medicamentos previamente autorizados pelo Ministério da Saúde.

Como potencializar os efeitos do chá de poejo?

Para que os efeitos desse chá ocorram conforme o esperado e até mesmo para ter mais saúde a curto e longo prazo, é indispensável considerar os seguintes fatores:

Alimentação saudável

A saúde sem dúvida alguma começa pela alimentação. Um cardápio rico em vegetais, verduras, frutas, cereais integrais, grãos etc. é essencial para o bem-estar físico e mental.

Além de inserir esses itens no cardápio, médicos e nutricionistas recomendam cada vez mais priorizar o consumo de alimentos na versão orgânica (sobretudo no que se refere aos vegetais e ovos).

Eles são livres de agrotóxicos altamente prejudiciais à saúde e demais elementos químicos responsáveis por causar alterações hormonais e até mesmo aumentar os riscos de câncer.

Outro hábito importante é evitar ao máximo o consumo de alimentos industrializados, priorizando o consumo de alimentos que estejam o mais próximo possível de seu estado natural.

De acordo com a nutricionista Dra. Gisela Savioli, esta é a chave de ouro para ganhar saúde, disposição e qualidade de vida.

Substituir refrigerantes por sucos

Bebidas excessivamente adoçadas, como o refrigerante e os sucos de caixinha, consistem nos principais vilões da saúde.

Desse modo, é essencial substituir o consumo dessas bebidas por sucos naturais de frutas frescas, água de coco, chás e água pura.

Além de conter muito menos açúcar, essas bebidas são nutritivas e hidratam o organismo, contribuindo também para melhorar as defesas imunológicas.

Beber 2 litros de água todos os dias

E por falar em água, essa é a recomendação número um de médicos e nutricionistas: beber 2 litros de água todos os dias.

O motivo não é por acaso. Além de ela estimular uma faxina no organismo, eliminando gordura, açúcar, bactérias, fungos e demais toxinas, a água é fundamental para hidratar o corpo, sendo essencial para a saúde da pele e cabelos.

Ter uma atividade física

Além de os exercícios físicos combaterem diversas doenças como diabetes, depressão, hipertensão, colesterol etc., eles são essenciais para o fortalecimento do sistema imunológico.


Isso ocorre porque durante a atividade física são liberadas substâncias que estimulam o bom funcionamento do organismo e a sensação de bem-estar mental.

Cuidar do sono

E por último, mas não menos importante, o sono de qualidade é um dos grandes aliados da saúde, promovendo o melhor funcionamento do cérebro, aumento da disposição física e mental, adequado funcionamento dos órgãos etc.

Para evitar problemas de insônia, além do chá de poejo, é possível ingerir outros chás que favoreçam uma noite revigorante. Esses chás são: camomila, lavanda, capim-cidreira, valeriana, jasmim e erva-doce.

Imagens:      chasbrasil.com              mundoboaforma.com.br


Continue lendo sobre saúde natural: