Remédios Caseiros para Diabetes- Tratamento natural

remedios-caseiros-para-diabetes-tratamento-natural

Os rins de diabéticos estão sujeitos a graves lesões vasculares e glomerulares. Isso parece favorecer a ocorrência de infecções como a pielonefrite. A presença de açúcar na urina (glicosúria) é irritante para o trato urinário feminino, predispondo à infecção de bexiga. Nesse artigo falaremos Remédios Caseiros para Diabetes e seu Tratamentos naturais.

Agravações da diabete

As infecções urinárias em diabéticos agravam o distúrbio metabólico verificado nessa doença, e podem levar a uma acidose diabética.
A ocorrência de infecção urinária em diabéticos merece cuidados adicionais, pois os riscos são muito maiores que para um paciente renal não-diabético. A papilite necrosante, doença renal fulminante, é mais comum em diabéticos, e pode resultar de uma infecção.
Os conselhos tradicionais são bem conhecidos dos diabéticos: não usar açúcar, massas, guloseimas, caldo-de-cana, rapadura, melado, chocolate, doces, refrigerantes etc. Há os que perguntam se o mel é permitido. A resposta é não, porque o mel é rico em carboidratos simples.

Entretanto, se o diabetes é discreto e está controlado, podem ser usadas pequenas porções de frutas doces e mesmo o mel, mas as quantidades devem ser calculadas por um nutricionista, para cada paciente. Verduras, iogurte natural não-adoçado e cereais integrais são permitidos.

Há novidades interessantes para os diabéticos.

Aliás, não se trata propriamente de novidades, pois são métodos antigos, mas que só recentemente foram testados e aprovados por estudiosos da nutrição e adotados como dieta “rica em fibra e carboidratos complexos”.

Em vez de um regime gorduroso e hiperproteica, o diabético deve usar muita fibra proveniente de cereais integrais, verduras e algumas frutas e raízes. Maçã ácida e semi-ácida, limão, cereais integrais, cebola e cenoura estão entre os principais componentes da dieta naturista antidiabética.

Exemplo de cardápio:

  • Uma hora antes do desjejum (ou em lugar dele), um copo de bebida alcalinizante. Quem não tolerar, tomar água com limão.
  • Desjejum – Maçã picada com sementes de girassol, coalhado magra e torradas de pão integral.
  • Intervalo – Havendo fome, maçã verde.
  • Almoço – Saladas cruas à vontade. Legumes à vontade, com exceção da mandioca, batata e inhame, cujo uso deve ser calculado. O brócolis é muito benéfico ao diabético. O feijão e outras leguminosas devem ser usados em quantidade pequena, calculada. Esporadicamente, pode-se usar um ovo caipira bem cozido. O tofu é permitido. Azeitonas e azeite de oliva virgem também são permitidos em quantidades calculadas.
  • Intervalo – Havendo fome, maçã verde.
  • Jantar – Semelhante ao desjejum. Podem-se consumir frutas picadas como mamão (em pequena quantidade) com maçã, e sementes de girassol com nozes, se não houver contra-indicação. Recomendam-se refeições exclusivas de maçã ácida ou semi-ácida: substituir o desjejum ou o jantar por maçãs algumas vezes por semana.
  • Recomenda-se o uso freqüente de água com limão, não adoçado. Observar prescrição profissional. Em muitos casos, é necessário calcular a dieta em função de fatores individuais. O uso de hipoglicemiantes juntamente com dieta como essa, poderá levar a queda acentuada da glicemia, razão por que é importante obter orientação especializada.
  • Pacientes obesos devem adotar dieta de emagrecimento cuidadosamente controlada, pois o excesso de peso complica o diabetes, além de favorecer seu aparecimento.
  • Carqueja, pata-de-vaca e quebra-pedra. Usar uma planta a cada três dias (decocto), de duas a três xícaras ao dia. Em jejum pode-se tomar cavalinho com pata-de-vaca e umas quinze gotas de própolis a 30%. Dosagem usualmente indicada: Duas colheres, das de sopa, das plantas picadas para meio litro de água. Ferver e filtrar.
  • O polvilho de lobeira, planta comum em Minas Gerais, vem sendo usado como poderoso auxiliar no tratamento do diabetes melito: geralmente se indica um comprimido de 300mg após cada refeição.
  • Outra planta muito indicada é o gimnema. Utiliza-se na forma de cápsulas. A dosagem tradicional vem orientada no rótulo, pelo fabricante. Utiliza-se ainda o “pau-tenente”, casca muito amarga, na dosagem tradicional de uma colher, das de sopa, para meio litro de água. Ferver e filtrar. Tomar ao longo do dia, aos goles.
  • A batata yacon ajuda a reduzir a glicemia: raspa-se uma colher, das de sopa, do tubérculo, que se come, cru, em jejum. Deve-se ter cuidado para que a glicemia não sofra queda muito acentuada. Se a glicose no sangue estiver baixa, não usar a batata yacon.

Advertência: Observar orientação médica e controlar a glicemia. O uso simultâneo de medicamentos e plantas pode ser desaconselhável, tendo em vista o risco de queda acentuada da glicemia.

Outros procedimentos

Os exercícios físicos são muito recomendáveis para ajudar a estabilizar a glicose no sangue. Siga orientação médica. Caminhar, regularmente, todos os dias, é muito saudável. Vá aumentando aos poucos o percurso até poder caminhar vários quilômetros por dia.
As plantas medicinais no diabetes podem ser muito úteis no controle da glicemia. Mas se sua glicemia está descontrolada ou você está em uso de hipoglicemiantes ou insulina, não deixe de conversar com seu médico.

Nesse artigo falamos Remédios Caseiros para Diabetes- Tratamento natural.

Imagem- draritz

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Leia também:




Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*