Remédios Caseiros para Diarreia- Tratamentos naturais

Diarreia é uma perturbação gastrintestinal comum, que se manifesta por evacuações frequentes e líquidas. Pode ou não ser acompanhada de cólicas ou dores abdominais. As causas são múltiplas. Nesse artigo daremos dicas de Remédios Caseiros para Diarreia e Tratamentos naturais.

Parasitoses, gastrenterites, intolerância a alimentos, alimentação desregrada, infecções digestivas, como cólera; alergias, salmonelose e shiguelose, síndromes de má absorção, colites e até distúrbios emocionais, entre muitas outras disfunções, podem desencadear diarreia. Por isso, é necessário avaliar e tratar a causa.

Manifestações

Conforme a intensidade da diarreia, há maior ou menor perda de líquidos e sais, que devem ser devolvidos ao corpo pelo alimentação correta e ingestão de líquidos. Em alguns casos, será preciso administrar soro oral de reidratação. Casos mais severos exigem alimentação parenteral (endovenosa).
O paciente apresenta-se mais ou menos debilitado, hipocorado (pálido), com possível queda de pressão, olhos fundos, pulso acelerado. Casos mais severos produzem também respiração curta e rápida, voz fraca e diminuição da urina.
A intensidade e a gravidade das manifestações dependerão de vários fatores, como a resistência do organismo do doente e o fator causal. Há casos que evoluem benignamente, como uma diarreia passageira.

Entretanto, há situações extremamente graves, em que o enorme déficit hidro eletrolítico leva à morte em questão de horas ou dias, por hipovolemia, acidose metabólica ou uremia, como é o caso da cólera. Pacientes mal nutridos e crianças pequenas exibem maior perigo.

Soros caseiros de reidratação

Diarreias intensas merecem avaliação médica imediata. Em seguida, damos algumas sugestões de soros caseiros que podem ajudar, embora jamais dispensem a necessidade de exame e tratamento especializado:
Administrar, de cinco em cinco minutos,

alguns goles de um dos seguintes soros caseiros:

  • Em um litro de água fervida, colocar duas colheres, das de sopa, de mel (quando não há mel, usar melado, rapadura, açúcar preto ou mesmo açúcar refinado), um quarto de colher, das de chá, de sal refinado (cuidado para não exagerar no sal), um quarto de colher, das de chá, de bicarbonato de sódio. Se não há bicarbonato, substituí-lo pelo sal, usando, ao todo, meia colher, das de chá, de sal. Acrescentar um quarto do suco de um limão e o suco de uma laranja. Mexer bem. Administrar goles de cinco em cinco minutos, inclusive à noite, a menos que a diarreia passe.
  • O soro mais simples é um litro de água fervida com duas colheres rasas de açúcar e uma pitada de sal. Goles de cinco em cinco minutos.
  • Para o bebê: água de arroz. Cozinhar sete colheres, das de sopa, de arroz em um litro de água levemente salgado. Quando o arroz estiver cozido, dar a água do arroz para o bebê, em intervalos regulares.
  • Boa solução oral é feita com fubá: Em um litro de água colocar uma colher, das de chá, rasa, de sal, três colheres, das de sopa, de fubá ou farinha de arroz e deixar ferver por uns cinco ou dez minutos. Administrar goles de cinco em cinco minutos, ou na medida da solicitação do doente. Diminui os vômitos e a diarréia.
  • Na farmácia, há soluções orais com teores calculados de eletrólitos. Trato-se do SRO (soro de reidratação oral), em cujo rótulo se explica o modo de preparo.
  • Cozinhar um bom punhado de brotos de goiabeira ou raiz de tejuco, ralada, em um litro de água. Acrescentar uma pitada de sal. Tomar aos goles, no intervalo da terapia, com frutos ou sucos, como explicado no tópico seguinte.
  • Sopa de cenoura. Esta sopa dá excelentes resultados no caso de crianças. Como preparar: ½kg de cenoura em 250m1 de água. Cozinhar bem, bater no liquidificador e acrescentar água fervida até completar um litro. Acrescentar meia colher, das de sopa, de sal. De meia em meia hora tomar um pouco dessa sopa. Geralmente, o doente melhora em questão de um dia.
  • Água-de-coco, aos goles. Também se pode usar a polpa do coco verde. Alternar com o soro de reidratação, que contém sódio (ver soro número 5).
  • O tratamento à base de frutos e sucos é, na maioria dos casos, suficiente paro repor as perdas. Tomar, a cada duas horas e meia, suco de frutas, como maçã ou laranja-lima; ou, se isso não for possível, comer a fruta. Tomar água-de-coco. Tomar também, nos intervalos, um pouco de água com uma pitadinha de sal, para repor a perda de sódio. Melhor ainda é usar, nos intervalos, o soro número 6 (com chá de broto de goiaba), o número
  • (água-de-coco), o 4 (com fubá), ou qualquer outro.
  • Comprimidos à base de carvão, tomados juntamente com os líquidos (um comprimido a cada duas horas), ajudam a controlar a diarréia. Mas não substituem o soro.

Advertência

Se a diarreia não cede ou há suspeita de cólera, procurar imediatamente uma unidade de saúde.
Prevenção

cha-remedios-caseiros-para-diarreia-tratamentos-naturais

 

A melhor maneira de prevenir a diarreia é a higiene:

  • Lavar cuidadosamente as mãos antes de comer.
  • Implantar saneamento básico e tratamento de esgotos.
  • Lavar muito bem os alimentos. Deixar as hortaliças de molho em solução de hipoclorito de sódio (à venda em farmácias). Lavar e descascar as frutas.
  • Nunca ingerir frutos do mar crus ou malpassados.
  • Redobrar os cuidados em zonas endêmicas de cólera. No caso de manifestações suspeitas, procurar imediatamente avaliação médica.
  • Evitar embutidos, maioneses e lotarias, especialmente se há sinais de deterioração, ou se a embalagem está estufada.

Não se deve suspender a alimentação, mas adequá-la à situação. Torradas com maçã (cozida ou não) no desjejum e jantar, e batata amassada (sem leite) com um pouco de cenoura cozida no almoço são as indicações.

Nos intervalos, água do cozimento da maçã. Como variação, pode-se usar a banana-prata (cozida ou não) no desjejum ou no jantar, sem misturar com outro alimento.
Na maioria das situações, os sucos naturais de fruta não farão mal, como erradamente se presume, mas, como vimos, apressarão a cura, pois ajudam a reidratar.

Pode-se usar água-de-coco, suco de laranja-lima ou suco de maçã, sem adoçar. Pessoas que sofrem de intolerância à lactose (açúcar do leite) não podem usar leite e muitos dos seus derivados.

No caso de intolerância ao glúten (espru celíaco), não se podem usar trigo, aveia, cevada, derivados e outros alimentos que contenham glúten.

  • Brotos tenros da goiabeira com camomila (decocto): tomar o chá. Duas colheres, das de sopa, das plantas picadas para meio litro de água. Ferver e filtrar.
  • O carvão vegetal em comprimidos dá excelente resultado no tratamento de fermentações digestivas, flatulência e diarreia: dois ou três comprimidos nos intervalos das refeições, com um pouco de água.
  • Torrar e moer o caroço do abacate. Misturar duas colheres, das de café, em
    uma xícara de água morna e tomar dividido em três vezes ao longo do dia.
  • Alfavaca: Deixar duas colheres, das de sopa, de folhas de alfavaca maceradas em repouso por seis horas em meio litro de água. Coar e tomar três xícaras ao dia.
  • Sálvia: infuso de uma colher, das de sopa, da planta para meio litro de água, três xícaras ao dia. Infuso significa derramar água fervente sobre a planta verde.
  • Mil-em-rama: chá de toda a planta, duas colheres, das de sopa, para 500m1 de água divididos ao longo do dia. Ferver e filtrar.

Outros procedimentos*

Para aliviar a cólica, aplicar compressa quente sobre a barriga e tomar chá de orégano. Molhar um pano de algodão em água quente, torcer e aplicar sobre o abdome. Ao esfriar, molhar novamente em água quente.
* Sugestões naturais podem apresentar, na prática, bons resultados, mas não suprimem o estudo das causas e a orientação módica.

Nesse artigo damos dicas Remédios Caseiros para Diarreia e de Tratamentos naturais.

Imagem- everydayhealth

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Leia também:




Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*