Remédios Caseiros para Envelhecimento Precoce

O elixir da longo vida tem sido, para todos os povos em todas as épocas, objeto de ávida busca. Como viver mais e melhor? Como retardar o envelhecimento? Ao aparecimento das primeiras ruguinhas, lá pelos vinte e poucos anos (se não antes), quem é que não sente ao menos um “nozinho” na garganta? Autores oportunistas (não poucos) têm feito fortuna apostando neste tema. Nesse artigo falaremos dicas de Remédios Caseiros para Envelhecimento Precoce.
O envelhecimento do homem moderno vem sendo mais assediado por doenças degenerativas que no passado. Embora as estatísticas acusem aumento da expectativa de vida, isso não quer dizer melhora da qualidade de vida.

Muito pelo contrário, o grau de dependência de recursos médicos, por conta de doenças crônicas, vem crescendo. Aterosclerose, invalidez cardiovascular, diabetes melito, câncer, doença de Alzheimer e doenças reumáticas, entre muitas outras enfermidades crônicas, criam futuro de sombrias expectativas.

Quem come menos, vive mais

Animais de laboratório submetidas a dietas de restrição calórica vivem mais que aqueles com dieta liberal. Esta pesquisa já foi repetida várias vezes com resultados semelhantes, evidenciando que dietas muito calóricas e abundantes, provavelmente por sobrecarregarem continuamente o metabolismo, diminuem tanto a qualidade como a quantidade de vida.

Isto não significa que, para viver mais e melhor, seja necessário regime de fome. O que os pesquisadores sugerem é dieta frugal e saudável; que se saia da mesa da refeição com a sensação de leveza, com vonta de de comer um pouco mais. Não quer dizer levantar-se da mesa faminto, mas evitar os excessos, lamentavelmente tão comuns.

Publicidade

Causas do envelhecimento prematuro

As pessoas estão envelhecendo antes do tempo, graças, principalmente, ao excesso de preocupações, à vida sedentária, à alimentação de péssima qualidade e ao ambiente antinatural, degradado e poluído. A soma desses fatores ocasiona intenso desgaste psicofísico, perda de vitalidade, queda global de resistência e aceleração do processo de morte.
Como já explicamos, o alto consumo de calorias corre paralelo ao rendimento metabólico proporcionalmente baixo, e ao desgaste elevado do organismo. Resultado: ficamos velhos rapidamente.
Comer com moderação alimentos saudáveis, exercitar-se e cultivar a serenidade mental é, sem dúvida, o elixir da longa vida, de que fazem uso todos os povos que mais vivem no planeta, como os hunzas e certos grupos étnicos da Geórgia. Muito ao contrário, os povos mais dados à gastronomia e, em particular, ao consumo de carne, são os mais sujeitos a doenças crônico-degenerativas.

Muita proteína animal, menos vida

Os maiores comedores de carne do planeta são os seres humanos mais acometidos por câncer, e os que vivem menos. Aliás, a suspeita de pesquisadores da nutrição de que a carne está ligada à altíssima incidência de câncer em nossos dias se confirmou com os resultados de uma pesquisa feita entre vários povos do mundo, que demonstra ser o câncer mais comum entre grupos humanos cujo hábito alimentar inclui muita carne.

E o caso dos esquimós do Alasca, dos habitantes de Greenland e Laplander, e dos russos da região de Kurgis, que dificilmente vivem mais que 30 ou 40 anos.
Os seres humanos que mais vivem no planeta pertencem a grupos cujo hábito alimentar é vegetariano ou inclui pouquíssima carne, como os hunzas no Paquistão, os vilcabambas no Equador, os russos caucasianos, os búlgaros, os índios mexicanos de Yucatan, os habitantes da República da Geórgia, para citar só alguns exemplos, que muito facilmente atingem os 90 ou 100 anos!

Deficiências nutricionais em nível celular

Você pode alimentar-se “corretamente”, segundo os melhores padrões. Pode ingerir teores “adequados” de proteínas, vitaminas, minerais, lipídios e carboidratos. Segundo o critério convencional, provavelmente você é um indivíduo bem nutrido. Mas sobre isso, as pesquisas mostram surpreendente verdade: o que entra pela boca não é necessariamente o que chega à célula.
Seu cardápio, dos “melhores”, é impotente para evitar que seus tecidos estejam morrendo à míngua, carentes de certas substâncias vitais, certos oligoelementos. Uma “fábrica” silenciosa e sinistra entra em ação, despejando no metabolismo mais radicais livres do que ele é capaz de degradar. O metabolismo celular do material genético sofre alterações sutis.

A reprodução celular, fenômeno em que reside o mistério da vida, torna-se aos poucos anacrônica, e a transmissão de caracteres às novas células se vai descaracterizando, o que, em outras palavras, quer dizer envelhecimento.
A má nutrição celular é o objeto de estudo de um ramo emergente da ciência médica denominado ortomolecular.

Suas células podem estar mal nutridas. E isso não se resolve ingerindo super-complementos nutritivos. Se seu organismo está “congestionado” (e é muito provável que esteja, embora você não perceba, ou não compreenda), é necessária, na opinião dos naturistas, uma desintoxicação.

Depois da desintoxicação, será benéfico o emprego adequado de suplementos de vitaminas, minerais, aminoácidos e certos ácidos graxas, balanceados conforme sua individualidade bioquímica, isto é, suas condições individuais de saúde.

remedios-caseiros-para-envelhecimento-precoce
Como desintoxicar?

Para quem nunca ouviu falar nisso, desintoxicar quer dizer, numa explicação simples, “limpeza” do organismo, com vistas à restauração do equilíbrio global, perdido por causa de ingestão e produção de toxinas em ritmo mais rápido do que a capacidade do corpo de jogá-las fora. As “toxinas” são recicladas e acumuladas nos tecidos, atravancando reações, congestionando
o metabolismo e obstaculizando as defesas naturais. Que são essas toxinas? Para o naturista, é qualquer substância que ameace o equilíbrio vital do corpo. Até substâncias normais podem tornar-se ameaçadoras quando fora do seu lugar ou dos seus limites. Tornam-se, portanto, “toxinas”.

Publicidade

E o caso do colesterol (quando em excesso no sangue), do ácido úrico (nas articulações, produzindo gota), da uréia, da creatinina, do cálcio e do sódio (quando no ate-rama, destruindo a parede arterial), e mesmo de venenos bacterianos, substâncias consideradas verdadeiras toxinas pela ciência médica.
Pode-se adotar semi jejum de frutas, ou regime abundante em alimentos frescos (é claro, bem higienizados e
preferivelmente orgânicos), durante períodos variáveis de tempo, o que dependerá de cada caso. Um regime considerado saudável, por sua ação desintoxicante e restauradora da vitalidade celular (provê abundância de oligo-
elementos de que nossa dieta é particularmente carente), é o seguinte:
• Desjejum: Um copo de coalhada de leite de cabra, ou coalhada comum, com ou sem algumas frutas cruas, como banana, maçã, mamão ou pêssego e semente de girassol. Alguns dias na semana consumir apenas uma variedade de fruta crua, como maçã. No intervalo entre o desjejum e o almoço, lanche de frutas ou água-de-coco, se houver fome. Nessa manhã, não convém fazer atividades desgastantes.
• Almoço: Suco de cenoura, grãos germinados (brotos, especialmente broto de alfafa) com legumes crus (beterraba, cebola, alho, cenoura etc.), vegetais cozidos (brócolis, vagem etc.), salada de grão-de-bico, arroz integral, tofu, nozes ou amêndoas picadas e óleo de girassol bruto. Algumas vezes por semana um ovo biológico cozido.
• Jantar: Semelhante ao desjejum, sem o iogurte, com um pouco de mel puro, cereais em flocos e oleaginosas como amêndoas ou nozes. Observação: Convém fazer caminhadas progressivamente mais longas e rápidas. No fim da caminhada, alongamento. Para avaliar sua capacidade física e obter um programa individualizado, consulte um cardiologista.
• Um dos mais indicados é a geleia real pura, de 1 a 3g diários.
• Sugere-se também usar a Pfaffia paniculato, algumas cápsulas diárias (conforme o fabricante, variará a dosagem).
• A clorela, nove comprimidos diários, é muito útil para quem levou, no passado, vida desregrada.
• O ginkgo biloba mantém a elasticidade da pele, prevenindo o envelhecimento precoce. A dose tradicionalmente indicada é de uma cápsula de 40mg duas vezes ao dia. Mas, para certas pessoas, o ginkgo pode produzir alguns efeitos colaterais como alteração de pressão, razão por que recomendamos que se obtenha conselho médico.
• Antioxidantes que previnem a formação de radicais livres, os verdadeiros

agentes do envelhecimento, são muito recomendados. Há no mercado várias fórmulas ontioxidantes à base de vitamina E, beta-caroteno, selênio, zinco e vitamina C.

Recomendamos o uso regular do suco de limão (diluído em água), pelo menos um por dia, germe de trigo, cereais só na forma integral, castanha-do-pará fresca e grãos germinados, alimentos ricos nos referidos antioxidantes.

Banhos e outros métodos

Banhos em cachoeiras e tratamento em estâncias hidrominerais, periódicos, são, reconhecidamente, benéficos para corpo e mente. Banhos frios, com fricção, após longas caminhadas, são o meio garantido de aumentar a vitalidade.
Outros recursos valiosos no rejuvenescimento são: relaxamento, massagem, atitude mental serena, consciência em paz, sono profundo e restaurador.

Jantar cedo, comida leve, e caminhar após as refeições

A sabedoria popular ensina que, para viver muito, nunca se deve dormir com “barriga cheia”, e isso é verdade do ponto de vista fisiológico. O sono não pode restaurar se o sistema digestivo continua, madrugada adentro, lidando com o produto de um jantar pesado ou tardio.
Em vez de dormir, caminhe tranquilamente depois das refeições. Caminhadas apressadas e extenuantes, contudo, não são benéficas.

Respiração profunda

Os benefícios da respiração profunda e compassada são universalmente reconhecidos, e estendem-se tanto à saúde como à cura. Por causa do estresse e das preocupações, respiramos mal, superficialmente. Adotamos postura arqueada, meio corcunda.

Dessa maneira “aprisionamos” os pulmões, que não se expandem o suficiente. Criamos, infelizmente, esse mau hábito, e não é fácil mudá-lo. Mas, para oxigenar bem o corpo e garantir bom funcionamento às células, é preciso oxigenar bem o organismo, o que só se consegue com a respiração profunda e os exercícios físicos regulares.

Exemplo Inspirador

Aos 90 anos, ela escalou o monte Whitney, na Serra Nevada, Estados Unidos. Mais que uma proeza inusitada, este acontecimento é uma lição de saúde.
Referimo-nos, respectivamente, à Sra. Hulda Crooks e a um dos montes mais elevados daquele país, com 4.500 metros de altitude. Qualquer jovem que se aventure a subir até lá e regresse bem, terá muita vantagem para contar.

Muitos, porém, não chegam à metade do caminho. Outros alcançam o cume com tal sacrifício que não se animam a repetir a façanha.

A Sra. Crooks, entretanto, subiu a montanha nada menos que 22 vezes! A mais recente escalada aconteceu logo após haver completado nove décadas de vida. Um fato como esse, é de se esperar, atraiu a atenção da imprensa.

Falando aos repórteres sobre seu modo de vida, fez questão de salientar alguns pontos: está de contínuo bem-humorada, alimenta profunda fé em Deus, é praticante assídua dos exercícios físicos e vegetariano.
“Para viver muito e com saúde”, dizem os vilcabambas, “coma apenas o suficiente, durma cedo e exercite-se.” Poderíamos acrescentar: “e viva sempre alegre, bem-humorado”.

Estes são, em resumo, os quatro segredos da longa vida:

1. Comer certo e só o suficiente.
2. Dormir bem, e cedo.
3. Exercitar-se.
4. Cultivar o bom humor e a paz com Deus.

Receita indispensável para quem quer viver muito e com qualidade: pratique sob orientação profissional e assiduamente exercícios físicos moderados!

Nesse artigo falaremos dicas de Remédios Caseiros para Envelhecimento Precoce.

Imagem- albertoflores

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*