Remédios Caseiros para Herpes Simples- Tratamento Natural

Herpes é doença provocada por vírus, o Herpes vírus hominis, que exibe diversas variações. Quase todos os seres humanos têm o vírus responsável pelo herpes. Mas só alguns têm a doença. Por que? A Medicina ainda não sabe explicar satisfatoriamente. Sabe-se apenas que a suscetibilidade individual, somada à queda de resistência, propicia seu aparecimento.

O herpes-zoster é uma manifestação mais complicada, de que falamos adiante, caracterizado por dores fortes no trajeto de um nervo, entre outros sintomas. Para evitar este problema nesse artigo daremos dicas de Remédios Caseiros para Herpes Simples.

TEM HERPES?? ENTÃO VEJA ESSE VÍDEO GRÁTIS:herpes

 

Quais os sintomas da herpes simples? Como aparece?

Os vírus podem desenvolver-se principalmente na mucosa da garganta. Não se nota sua proliferação. Cresce um numeroso exército viral que, quando ataca, pode ou não produzir ligeiro mal-estar generalizado.

Dor de cabeça, dor nas juntas, má digestão, náuseas e vômitos podem ser a primeira manifestação do herpes, conjunto de sintomas que faz lembrar outras doenças.

Publicidade
Publicidade

Mas muitas pessoas não sentem quase nada. Surge logo o sintoma da pele, que pode começar com leve coceira, seguida de rugosidade avermelhada, donde brotam pequenas vesículas, do tamanho de cabeças de alfinete, que se unem umas às outras. Isso acontece com frequência nos lábios, à sua volta, e junto às narinas.

Há coceira, sensibilidade, sensação de queimor, e até dor, provocada pelo ataque dos vírus a terminais nervosos. E comum ocorrer aumento de gânglios linfáticos próximos do local afetado. As vesículas contêm um líquido que às vezes extravasa, às vezes não.

Dentro de poucos dias ou semanas, as lesões secam, deixando uma crosta amarelada que se desprende por si, com ou sem pequeno sangramento. Não fica sequer cicatriz. Há cura aparente e completa.

Mas basta a resistência cair novamente para reiniciar todo o processo, que pode acontecer inúmeras vezes ao longo da vida, representando grande incômodo. O intervalo entre um e outro episódio agudo varia muito, podendo ser de anos, meses e até semanas.

Lesões

O herpes genital produz as mesmas lesões na região genital, ou próximo a essa região, como as nádegas. Pode também afetar o canal da urina, havendo complicações mais sérias, como formação de pus. Há formas de herpes que surgem em qualquer parte do corpo.

Em crianças, é comum atacar a gengiva, onde ocorre supuração e infecção secundária. O herpes ocular produz úlceras e bolhas, como nos demais casos, na área da conjuntiva (mucosa) e na córnea.

Há casos raros de infecções herpéticas que se alastram pelo corpo, produzindo grandes áreas de eczema, dores, e até manifestações graves como meningite e encefalite, geralmente fatais.

Contágio

O contágio pode acontecer pelo uso de objetos, toalhas e copos utilizados por pessoas doentes, ou pelo beijo, já que os vírus se encontram na saliva. O ato sexual transmite o herpes genital.

Publicidade
Publicidade

Para diferenciar o herpes de outras doenças (como estomatite e varicela, por exemplo), em alguns casos, pode ser necessário examinar o líquido das vesículas, ou a película que as reveste.

Não existe, em medicina convencional, tratamento eficaz contra o herpes, mas apenas o controle das manifestações (tratamento sintomático).

O herpes costuma reaparecer depois de crises emocionais, intenso desgaste físico, transtornos menstruais e queda de resistência por outras causas.

TEM HERPES?? ENTÃO VEJA ESSE VÍDEO GRÁTIS:herpes

Opinião dos estudiosos da vida natural

A par de outras viroses e enfermidades infecciosas, o herpes é considerado produto de deficiência imunitária, que resulta de fatores que agridem o delicado equilíbrio do organismo.

Má alimentação, instabilidade emocional e esgotamento psicofísico são importantes causas de imunodepressão que, em pessoas suscetíveis, desencadeiam a doença.

Por isso, é comum o aparecimento das lesões do herpes logo após um período de intenso conflito emocional ou desgaste físico. O homem moderno, especialmente executivos e trabalhadores sedentários, proverbial por seus hábitos desregrados, muito exposto a tensões fortes, são alvo favorito é do herpes.

A íntima relação dessa virose com a deterioração da capacidade imunitária é facilmente constatada no fato de que, na AIDS, o herpes assume proporções intensas, mesmo graves.

Mente limpa

O estado da mente, a dieta alimentar, o uso de drogas e os hábitos físicos interagem no cultivo de um terreno favorável ao desenvolvimento de doenças da família do herpes, causadas, mantidas e agravadas pela baixa imunidade.

O corpo é ou está fraco, não sendo capaz de restaurar o equilíbrio enquanto não se vê livre dos “obstáculos” criados por nosso estilo de vida abusivo. A esta mesma família pertencem doenças como AIDS, psoríase, lúpus etc.

Os “obstáculos” a que nos referimos, que atrapalham o desempenho imunitário, nada mais são que um conjunto de hábitos destruidores da saúde, antiecológicos, antifisiológicos, que abrangem alimentação de péssima qualidade, excesso de trabalho, falta de sono, ansiedade, inatividade física etc.

suco-remedios-caseiros-para-herpes-simples-tratamento-natural

Importância de uma Alimentação saudável

Desintoxicando o corpo, corrigindo a alimentação através da subtração dos excessos e da devolução dos nutrientes em déficit, saneando a mente pelo cultivo do otimismo, da serenidade e da confiança em Deus, e reeducando o físico por meio de recreação e exercícios apropriados, abre-se o caminho para a cura natural.

Descartar os entulhos dietéticos (“junk food”): açúcar, doces, guloseimas, salgadinhos, fast-food, frituras etc. O açúcar age como imunodepressor e supressor de apetite para alimentos saudáveis. Evitá-lo.

Alimentação saudável, composta de cereais integrais, frutas, hortaliças, amêndoas, lêvedo de cerveja e geléia real, é o principal ingrediente da saúde. A fim de preparar o organismo para a mudança, sugerimos um período de desintoxicação.

Estudos com dietas especiais recomendam, contra o herpes, alimentos com proteínas ricas em Iisincir, um aminoácido: iogurte, levedura de cerveja, ovo caipira, leguminosas, batata, brócolis, couve-flor e derivados de soja, como tofu.

Ao mesmo tempo, diminuir o consumo de alimentos ricos no aminoácido arginina: amendoim, nozes, arroz, uvas passas, gergelim, berinjela, pão integral, pimentão, tomate e cogumelo. Preferir o pão de milho ou o cuscuz de milho ao pão de trigo.

Depois de um dia de dieta de suco fresco (tomar um copo de suco puro de fruta ou de hortaliças de três em três horas; manter relativo repouso), observar a seguinte dieta, que pode ser repetida por uns dez dias. Mensalmente, adotar um ou dois dias de “jejum” de frutas.

herpes

Dicas:

• Desjejum: suco fresco de fruta, não adoçado.

• Almoço: começar com um suco verde, que pode ser de dente-de-leão com beterraba, almeirão com couve e agrião, batido com broto de alfafa. Salada de raízes com brotos. Em seguida, abóbora cozida, duas colheres, das de sopa, de tofu; couve-flor ou brócolis, mais algum vegetal e torrada de pão de milho. Pode-se eventualmente substituir o tofu por ovo caipira.

• Jantar: frutas picadas com um pouco de coalhada, sementes de girassol e flocos de milho. Esporadicamente, pode-se tomar um caldo leve de legumes com algumas torradas de pão de milho.

Para evitar o reaparecimento do herpes, recomenda-se o uso diário de geleia real pura, pelo menos 2g dia, e clorela, uma alga (de seis a doze comprimidos de 250 mg por dia, às refeições).Terapia com lactobacilos O uso da coalhada é recomendado pelo seu efeito corretivo sobre a flora intestinal.

A presença de lactobacilos favorece a proliferação da “boa flora”. Pesquisas demonstram que o tratamento com lactobacilos do iogurte é muito benéfico para os portadores de herpes. Sugerimos tomar só iogurte de manhã (um copo pequeno), duas ou três vezes por semana. Podem-se também tomar alguns comprimidos diários de lado-bacilos.

• A bardana é de longa data empregada contra distúrbios de pele, graças a seus princípios antibióticos, anti-inflamatórios, analgésicos e emolientes. Aplicar localmente o sumo das folhas, com auxílio de cotonete. Tomar também o chá: toda a planta, picada, duas colheres, das de sopa, para meio litro de água. Deixar ferver por uns dois ou três minutos. Duas xícaras por dia. Não sendo possível obter bardana, aplicar localmente o sumo de tanchagem.

• Os naturopatas indicam, com bons resultados, o uso interno do seguinte chá composto: bardana (toda a planta), chapéu-de-couro (folha), tanchagem (folha), salsaparrilha (raiz) e mil-homens (também chamado jarrinha; raiz). Uma colher, das de sopa, das plantas misturadas, picadas, para 300 ml de água; ferver durante três minutos. De uma a duas xícaras diárias.

As dietas terapêuticas naturais são empregadas em clínicas naturistas e por medicinas tradicionais. Adote alimentação saudável, mas não mude radicalmente sua alimentação sem orientação profissional.

• Localmente, recomendam-se o extrato de pfaffia e o de guaçatonga, em horários diferentes. O extrato de pfaffia vem exibindo ótimos resultados. Indica-se também o mata-pasto, planta comum em locais úmidos: folhas secas e pulverizadas, misturadas com um pouco de água, na forma de pomada. Aplicar diariamente no local.

• Uso suplementar de complexo B, vitamina E, vitamina C, zinco e selênio é indicado. Observar dosagem indicada por seu médico. O beta-caroteno se pode obter do suco de cenoura, que deve ser tomado antes do almoço.

Outros métodos:

Para aumentar a resistência global do corpo, cinesioterapia, com exercícios moderados, respiração profunda, caminhadas, banhos de mar e cachoeira, tratamento em estância hidromineral, banhos frios rápidos seguidas de fricção de toalha seca. Aplicação de argila na região abdominal, duas horas por dia. Banhos de imersão em flores de feno-grego.

Abordagem do fator psíquico é vital para a cura reaver o equilíbrio psíquico. Confiança em Deus, otimismo, exercícios físicos, que ajudam a elevar a endorfina, ou “hormônio da alegria”, e chás estabilizadores do sistema nervoso são algumas das indicações.

Entre esses fitoterápicos, destacamos: alfazema, valeriana, camomila, erva-cidreira, folha de maracujá, alface e mulungu.

A dosagem tradicional é uma colher, das de chá, para duas xícaras de água. Ferver e filtrar. Tomar aos goles, na parte da tarde e à noite. Considerando a íntima relação do herpes com instabilidades emocionais.

Maravilha (Mirobilis jalapa)

É tradicionalmente indicada para combater hidropisia e herpes. Modo de usar: Derramar 500 ml de água fervente sobre 59 de raiz; tomar 1 xícara por dia, no tratamento da hidropisia. As flores aplicadas diretamente sobre a pele são eficazes contra o herpes. O suco das flores se presta para o mesmo fim.

Nesse artigo falamos sobre Remédios Caseiros para Herpes Simples- Tratamento Natural.

Imagem- recipeshubs

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


dezoito + 4 =