Remédios Caseiros para Obesidade- Tratamento Natural

“Já tentei de tudo, sem sucesso!” – é o desabafo de muitos gordinhos, desapontados com seu corpo, que parece desafiar os maiores sacrifícios. Nesse artigo falaremos sobre Remédios Caseiros para Obesidade- Tratamento Natural.

Tendências do Metabolismo

A tendência a engordar aumenta com a idade, pois à medida que envelhecemos, diminui a proporção de tecidos metabolicamente ativos, diminuindo assim a necessidade fisiológica de calorias.

Apesar disso, as pessoas continuam comendo como antes. Deveriam, se quisessem evitar o acúmulo corporal de gordura, diminuir a quantidade de calorias e de comida a cada decênio de vida. A causa glandular (hipotiroidismo) também deve ser levada em conta.

A ansiedade produz, às vezes, compulsão aumentada por comida, um penoso martírio na vida dos obesos. Querem emagrecer, fazem esforços intermitentes, mas acabam escravos do vício de comer. Sentem-se melhor quando ingerem algo, especialmente doces.

Publicidade

Quando com fome (ou com apetite), a vontade de comer gera ansiedade, até mal-estar, que desaparece transitoriamente com a ingestão de alimento. Cria-se um círculo vicioso difícil de quebrar: hipoglicemia (queda do açúcar no sangue), que produz ansiedade e fome, leva à ingestão de comida (geralmente massas e guloseimas), que produz bem-estar passageiro.

O açúcar sobe rápido no sangue, mas desce rápido também, o que ocasiona desconforto, insegurança e ansiedade. Fecha-se então o círculo, pois a glicose baixa reclama mais comida.

A solução requer o corte do açúcar e das massas refinadas, providência que necessita de apoio psicológico acompanhado de dieta de desintoxicação bem conduzida. Os remédios para diminuir o apetite (anorexígenos) são perigosos. Associados a benzodiazepínicos (an&olíticcia), levam a saúde ao caos. Destroçam o equilíbrio nervoso. Uma bomba de efeito retardado.

Todo o cuidado é pouco, portanto, com as famigeradas fórmulas. Não vale a pena perder peso, mas perder a saúde. Outro alerta: regimes e tratamentos que fazem perder peso muito rápido geralmente são depauperantes. Nossa proposta é perder peso e ganhar saúde por meio da desintoxicação natural.

Dieta terapêutica natural*

Os naturistas sugerem o seguinte programa de desintoxicação, que ajuda não só a fazer as pazes com a balança, como a curar vários distúrbios orgânicos:
As dietas terapêuticas nalurais são empregadas em diScas naturistas e por medicinas tradicionais. Adote alimentação saudável, mas não mude radicalmente sua alimentação sem orientação profissionaL

• No primeiro dia, em que se mantém relativo repouso, ingerir livremente apenas água mineral, ou água com limão, ou água-de-coco, ou algum chá sem adoçar (no máximo, suavemente adoçado com mel). Se isso for insuportável, passar a sucos de frutas não-adoçados, de três em três horas.

• Do segundo ao quarto dia, em que se mantém relativo repouso: manter uma dieta de frutas a cada três horas. A quantidade é livre. Escolher uma variedade de fruta por refeição (melão, abacaxi, melancia, uva, maçã etc.). Se a fome tornar-se “negra”, pelo menos em uma das refeições acrescentar algumas torradinhas de pão integral com iogurte magro (110m1) ou bolachas de arroz integral (combina bem com maçã, mamão, pêra, pêssego, ameixa, mas não vai muito bem com frutas ácidas, melão ou melancia).

• Por quinze dias, uma dieta como a seguinte ajudará muito na média dos casos:

Publicidade

• Desjejum: Só fruta. Por exemplo, só melão ou melancia, ou só abacaxi. A vantagem é que se pode comer quanto quiser. Esporadicamente, iogurte natural desnatado (um pote pequeno) com frutas picadas, ou um sanduíche com ricota temperada e uma maçã ou meio mamão do tipo “papaia”. Mas o melhor mesmo é comer só a fruta.

• Lanche (colação): Fruta ou água-de-coco. Pode-se também tomar uma limonada adoçada com estévia, ou sem adoçar.

• Almoço: Saladas cruas à vontade. Vegetais do grupo B, como brócolis, vagem, chuchu, cenoura, espinafre, beterraba, abobrinha, couve-flor etc., em quantidade liberal, desde que não sejam refogados em óleo ou enriquecidos com produtos industrializados oleosos (como maionese).

Os vegetais podem ser temperados com ingredientes naturais pouco calóricos, como alho, cebola, pimentão, manjerona, hortelã, coentro, tempero verde, limão. Use pouco azeite de oliva, que é ricamente calórico. Cereal integral, como arroz integral, macarrão integral, ou milho verde: limitar a algumas colheres, das de sopa, de modo geral, de duas a quatro. Leguminosa como lentilha ou feijão: também limitar em duas a quatro colheres, das de sopa.

Prato protéico, como tofu, proteína vegetal texturizada ou ovo biológico: limitar em duas a três colheres, das de sopa, do alimento picado.

Se quiser consumir complemento gustatório, “uma recompensa”, como torta light de espinafre, cenoura ou palmito, ou um pastelzinho de forno, use não mais que um pedaço pequeno, esporadicamente.

• A sobremesa pode constituir-se de um copo pequeno de iogurte natural desnatado, ou pode ser vantajosamente suprimida.

remedios-caseiros-para-obesidade-tratamento-natural

Uma regra importante é preparar os alimentos de forma atraente: arranjos coloridos das saladas e dos vegetais.

Acrescente pouco sal – não deixe o saleiro nem o azeiteiro por perto.

Podem-se preparar molhos pouco calóricos, em que se misturem vários temperos em água, limão, um pouco de sal marinho e azeite de oliva.

• Outra opção para almoço: Batata cozida (não mais que duas ou três unidades médias). Salada de rabanete com alface e tomate, ou salada de broto de feijão, ou outra salada crua de sua preferência.

Cenoura com vagem, ou beterraba com couve-flor (cozidas). Se preferir outros legumes, sugerem-se brócolis, abóbora, berinjela, chuchu etc.

• Lanche da tarde: Fruta ou água-de-coco. Pode-se também tomar uma limonada adoçada com estévia, ou sem adoçar.

*Jantar.- Pode assemelhar-se ao almoço, porém mais leve. Outra opção é prepará-lo à base de frutas: maçã, mamão, pêssego ou outras frutas picadas com iogurte natural magro; uma colher, das de sopa, de semente de girassol, e uma colher, das de sopa, de cereal em flocos. Esporadicamente, uma ou duas torradinhas de pão integral. Para passar no pão, ricota temperada.

• Os que apresentam obesidade renitente e severa poderão precisar de dieta especificamente programada para eles.
A “cura de limão”, cujo suco deve ser tomado longe das refeições, misturado com água, é freqüentemente indicada pelos naturistas:

• Carqueja, cavalinho e cáscara-sagrada. Misturar estas plantas e tomar de duas a três xícaras ao dia. A dose tradicional é duas colheres, das de sopa, para meio litro de água. Ferver e filtrar. Atenção: não abusar da cáscara sagrada. Obter orientação profissional.

• Os naturistas recomendam também o uso da espirulina, alga que, contendo poucas calorias, mas boa dotação nutritiva, auxiliaria na diminuição do apetite, e evitaria a flacidez. Indicam-se uma ou duas cápsulas, vinte minutos antes das refeições, com água. Na bula ou no rótulo há instruções sobre emprego tradicional.

• Para prevenir a celulite, recomenda-se a Centella asiatica. Esta planta, famosa no Oriente, apresenta a propriedade de estimular os fibroblastos e equilibrar a função das fibras colágenas. Indica-se contra as gorduras localizadas, as estrias e a celulite. A dosagem tradicional é de seis cápsulas de 250mg ao dia, às principais refeições.

• Para diminuir o apetite, usam-se, um pouco antes dos refeições, algumas cápsulas de ágar-ágar com um pouco de água.

• Há disponíveis em lojas de produtos naturais muitos preparados herbais que se usam antes das refeições, com água, para diminuir o apetite.

Suprindo necessidades psíquicas com alimentos

O bom funcionamento de nosso cérebro requer um padrão regular de produção de certas substâncias chamadas neurotransmissores. A serotonina, muito pesquisada, é um deles, relacionada às flutuações do humor. Quando estamos deprimidos ou ansiosos, é possível que os níveis de serotonina tenham caído.

Uma das maneiras mais simples de trazê-la de volta aos teores normais é ingerindo carboidratos. Por isso, o obeso, quando se sente ansioso, triste ou deprimido, procura alívio ingerindo alimentos como chocolate, salgadinhos ou doces.

Esse hábito cria um círculo vicioso, pois o açúcar sobe rapidamente no sangue, mas, tão rápido como subiu, ele volta a cair. Portanto, é preciso comer a intervalos regulares, para conservar altos os níveis de glicose e garantir sensação permanente de “bem-estar”. Essa reação é semelhante à de drogas que criam dependência. Os estudiosos já chamam o vício dos doces de carboidrato.

É uma verdadeira gana por comida, particularmente coisas doces, sem as quais o “viciado” se sente terrivelmente mal. Como cortar essa “dependência”? Primeiramente, é preciso estabelecer um padrão de regularidade e tranquilidade no comer.

Ingerir alimentos às horas certas, em quantidade suficiente, mastigando muito bem, com calma. O problema é que os portadores desse distúrbio, que são muitos, comem a toda hora pequenos bocados, atropelada-mente. Sentam-se à mesa ió olhando nervosamente para o relógio.

Outra droga contra a obesidade, o dexfenfluramina (comercialmente chamada Redux), derivada da fenfluramina, da década de 70, age exatamente sobre a serotonina cerebral, mantendo-a alta e cortando a vontade de comer. Mas o tempo acaba revelando eventuais inconvenientes das novas drogas.

O melhor meio de perder peso é ainda o natural: Controlar as calorias ingeridas, fazer exercícios físicos regulares e cuidar da postura mental. Tudo sob orientação de uma equipe bem qualificada.

O melão é uma das frutas menos calóricas, sendo portanto muito útil na dieta contra a obesidade.

Nesse artigo falamos sobre Remédios Caseiros para Obesidade- Tratamento Natural.

Imagem- food.ndtv

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*