Remédios caseiros para Raiva- Tratamento Natural

remedios-caseiros-para-raiva-tratamento-natural

Doença virótica aguda que atinge o sistema nervoso central de vários animais. E transmitida para o homem ocasionalmente pela mordida ou pela lambedura de animais infectados, como cão, gato, lobo, morcego, raposa. Nesse artigo falaremos sobre Remédios caseiros para Raiva- Tratamento Natural.

Sintomas

Os sintomas no ser humano, que assumem proporções muito graves, levam de 2 a 12 semanas para começar a aparecer: dor de cabeça muito forte, inapetência, febre, muita sede (embora não se consiga deglutir, razão por que se desenvolve aversão a líquidos), sensação de formigamento, dor ou ardência ao redor da ferida.

Passados alguns dias, surgem sintomas nervosos, como intensa agitação, tremores musculares, alucinações mentais, escoamento da saliva (baba) devido a mau controle muscular, convulsões e paralisia.

Os períodos de lucidez tornam-se mais curtos, e o paciente exibe cada vez mais alterações no comportamento, com grande confusão mental. Pode culminar em óbito quando a paralisia atinge o coração ou o sistema respiratório.

Publicidade

O fato de o doente desenvolver certo “medo” da água deu à essa doença o nome de hidrofobia.

Pode-se notar quando um cão está raivoso?

O animal perde o apetite, fica babando, torna-se inquieto, anda sem rumo e tem crises de agressividade, quando morde outros animais ou as pessoas, motivo por que se chamou a essa doença “raiva”.

Nem todas as mordidas de animais raivosos transmitem a doença, mas, quando alguém é mordido, deve ser levado imediatamente ao médico, mesmo que não haja anormalidade aparente, pois a doença leva semanas para aparecer, e para ser fazer para transmitir a doença, basta que o animal doente tenha lambido uma área da pele onde exista uma ferida.

Que fazer depois de uma mordida de cão ou gato?

Deve-se primeiramente lavar a ferida com água e sabão, e aplicar álcool ou outro anti-séptico. Ir a um pronto-socorro para ver se é necessário suturar a ferida. Só o médico poderá decidir se é ou não preciso tomar a vacina anti-rábica.

E importante observar por pelo menos quinze dias o animal que mordeu a pessoa. Se permanecer sadio nesse período (comendo e bebendo normalmente, sem qualquer alteração de comportamento), provavelmente não será preciso aplicar a vacina. Mas se o animal estiver doente, só a vacina poderá salvar a vida do homem doente.

Publicidade

Como a vacina anti-rábica oferece risco de complicações, especialistas aconselham aguardar o aparecimento da raiva no animal, que acontece sempre primeiro que no homem, a fim de que se justifique a vacinação.
Em todos os casos, porém, siga a orientação do seu médico.

Como prevenir?

A raiva mata. Quando instalada, é de difícil tratamento. Mas a prevenção é simples. Devem-se vacinar todos os animais domésticos suscetíveis de contraí-la, como cães e gatos.

Publicidade

Nesse artigo falamos sobre Remédios caseiros para Raiva- Tratamento Natural.

Imagem- blogs.odia.ig.com.br

Assuntos Interessantes:

 

Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


3 × três =