Remédios Caseiros para Renite- Tratamento Natural

O nariz funciona como filtro contra impurezas e germes. Os pelos retêm impurezas, e o muco viscoso “segura” a maior parte dos invasores microscópicos. Nesse artigo falaremos sobre Remédios Caseiros para Renite- Tratamento Natural.

Sintomas

Na rinite (alérgica ou não), a mucosa nasal mostra-se inicialmente irritada, e depois inflamada. As glândulas aumentam sua secreção a ponto de ocorrer contínuo corrimento (rinorreia). A mucosa incha e fica difícil respirar pelo nariz.

A coloração passa de rosada a pálida, de um tom cinza-azulado. Na gripe, nos resfriados e em outras afecções respiratórias, é comum ocorrer rinite.

Quais as causas da rinite?

produz inchação constante da mucosa, que sofre hiperplasia (aumenta de espessura). A respiração torna-se difícil, e formam-se pólipos, a que o povo chama “carne esponjosa”.

O uso de vasoconstritores locais (descongestionantes nasais) por mais de cinco dias ocasiona saturação da mucosa, que perde o controle dos mecanismos de vasodilatação e vasoconstrição, instalando-se verdadeira dependência do medicamento. Surge então a rinite medicamentosa (ou rinite vasomotora). Esses medicamentos podem produzir até taquicardia (aceleração dos batimentos cardíacos).

É possível curar a rinite?

Há uma causa alérgica, muito comum, e uma causa infecciosa. A rinite alérgica é desencadeada pelos fatores alergênicos e os que provocam queda de resistência local ou global.

Entre as substâncias alergênicas, podem incluir-se vários alimentos, que vão dos laticínios aos doces, passando pelos chocolates e os molhos industrializados. Conforme o caso, poderá variar o alimento a que o doente é sensível.

Os alergênicos inalantes são vários: fumaça, pólen, pó, ácaros, mofo, lã, perfumes, produtos químicos etc. O frio, ao diminuir a resistência local, favorece recidivas.

As alterações produzidas pela alergia abrem as portas para infecções secundárias. Ocorre, então, grande produção de catarro misturado com pus (mucopurulento).

Os estudiosos do naturismo acreditam, com base em experiências, que é possível curar a rinite. Assim como na alergia, o fato de o organismo sucumbir a qualquer alérgeno que cruze seu caminho é sinal de que há um desequilíbrio ou uma debilidade.

Por quê? Nossa alimentação de péssima qualidade desestabiliza as funções do corpo, o que, somado à exposição aos alérgenos, entre outros fatores, resulta inapelavelmente em rinite.

Pode-se ir mais longe: o estilo de vida do homem moderno massacra suas defesas, que, desorganizadas, geram, em pessoas suscetíveis, diferentes tipos de alergia. Outrossim, o excesso de muco eliminado na rinite, na opinião dos naturistas, é uma das maneiras de o corpo proceder à sua “descarga tóxica”.

A trofologia natural inclui o excesso de laticínios, doces e massas beneficiados entre os possíveis responsáveis pela rinite.

Já vimos vários casos de cura da rinite (muitas vezes casos antigos, que não respondiam a tratamentos) com a simples mudança do estilo de vida.

Dicas:

1. Desintoxicação, para expelir do corpo os produtos de degradação que, acumulados e reciclados, “entravam” seu funcionamento (vejo a seguir como fazer essa desintoxicação).

2. Mudança de hábito alimentar. Alimentos formadores de muco, como laticínios e açúcar, precisarão ser cortados ou reduzidos. No caso dos laticínios, estes só poderão ser devolvidos à dieta na forma de coalhada, aos poucos, depois de certo tempo.

remedios-caseiros-para-renite-tratamento-natural

Sugestão naturais

Adotar alimentação leve, alcalinizante, no mínimo durante duas semanas. Poderá ser necessário prolongar essa dieta por até um mês ou mais, conforme o caso. Para evitar que o regime se torne monótono, variar as verduras e as frutas dia a dia.

• Desjejum: Suco natural de fruta. Se preferir, uma só fruta, como ameixa, pêssego, uva etc. Ou, para variar, exclusivamente, um copo de coalhada (preferir coalhada de leite de cabra, e usar só depois de algum tempo). Se você tem alergia à proteína do leite, não use coalhada.

• Almoço: Suco de cenoura com broto de alfafa. Salada de grãos germinados com folhosos, raízes e bulbos. Exemplos: Salada de cenoura ralada com almeirão picado e broto de feijão.

Salada de rabanete com broto de alfafa e cebola. Podem-se misturar legumes cozidos à salada, como couve-flor, brócolis, vagem, grão-de-bico etc. Comer primeiro a salada.

Em seguida, arroz integral bem cozido ou, se preferir, milho verde cozido. Inicialmente, é melhor usar abóbora cozida.

Havendo fome intensa, acrescentar algumas amêndoas e arroz integral. Para garantir melhor resultado, mastigar tão bem que a comida se transforme numa massa líquida na boca.

Comer sem pressa. Introduzir aos poucos ovos biológicos cozidos e um pouco de lentilha.

• jantar: O melhor jantar é composto de frutas picadas com flocos de cereais e um pouco de oleaginosas, como amêndoas e sementes de girassol. Aos poucos, ir introduzindo variações, como torta natural de maçã, coalhada etc. Mas, se o alimento piora a rinite, evitá-lo, ou diminuir a quantidade.

• Lanches: De preferência, água-de-coco. Havendo fome, fruta ou suco natural, feito na hora.

• Cada semana, ou cada quinze dias, adotar um dia de dieta de sucos, para reforçar a desintoxicação. Esse regime, segundo relatos, vem ajudando pessoas a libertarem-se da rinite.

• Depois de uma semana de dieta, começar a usar suplementos de vitamina E, equinácea, vitamina C e complexo B.

• Alfafa, tanchagem e poejo – Chá de alfafa com tanchagem e poejo, de duas a três xícaras ao dia por pelo menos dez dias. Uma colher, das de sopa, das plantas misturadas para 300m1 de água. Ferver e filtrar.

• Buchinha-do-norte – Para drenar secreções acumuladas, ferver meia buchinha em meio litro de soro fisiológico por cinco minutos. Deixar esfriar e conservar em vidro limpo e bem fechado. Aplicar uma ou duas gotos por narina, duas ou três vezes ao dia. Atenção! Este procedimento provoca grande descarga de muco, que envolve enorme desconforto para certas pessoas. E melhor usar esse tratamento somente com permissão médica.

• Eucalipto – Inalação com folhas verdes de eucalipto.

• óleo de rícino – Este tratamento foi descoberto por um médico indiano (Dr. Hement Pathak), e deu resultado tão bom que chegou a ser publicado numa revista médica (Medical Reseach Bulletin, da A.R.E. Clinic In., Dr. W. A. McGarey). Pingar apenas cinco gotas de óleo de rícino em um pouco de água ou suco de fruta e tomar em jejum, de manhã. E útil contra alergias nasais, cutâneas e digestivas.

3. Uso de suplementos vitamínicos e minerais, para reequilibrar e fortalecer o metabolismo.

Banhos e outros procedimentos

Para aumentar a resistência global do corpo, fricções com água fria de manhã, seguidas de fricção com toalha seca. Tomar um banho vital diário.

Aplicar argila ao ventre duas horas por dia.

Exercícios físicos moderados, diários, são imprescindíveis ao aumento da resistência do corpo. Observar, no seu caso, orientação médica para os exercícios.

Óleo de rícino

É tradicionalmente indicado contra alergias.Modo de usar: Pingar 5 gotas de óleo de rícino em um pouco de água e tomar em jejum.

Nesse artigo falamos sobre remédios Caseiros para Renite- Tratamento Natural.

Imagem- diabeticool.com

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Leia também:




Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*