Remédios Caseiros para Tinha- Tratamento Natural

remedios-caseiros-para-tinha-tratamento-natural

Na Bíblia, nos tempos do êxodo, o sacerdote, que acumulava a função de médico, deveria examinar o paciente que apresentasse certas lesões na pele, suspeitas de lepra. Encontramos a minuciosa explicação sobre como proceder ao diagnóstico diferencial: “Se a tinha não se houver espalhado e nela não houver pelo amarelo, e não parecer mais profunda do que a pele, então o homem será rapado, mas não se rapará a tinha.” Depois de várias semanas, “se pelo preto cresceu nela, a tinha está sarada.” Nesse artigo falaremos sobre Remédios Caseiros para Tinha- Tratamento Natural.

Que é tinha?

Tinha é micose do couro cabeludo, se manifesta por coceira, descamação perda dos fios, que se rompem na altura da raiz. Afeta principalmente crianças, anciãos e pessoas de resistência debilitada.

As vezes, ocorrem “epidemias” de tinha em orfanatos, escolas e asilos. E altamente contagiosa. Transmite-se pelo contato, pelo uso de pentes, escovas, grampos etc. Há três tipos principais de tinha: a tonsurante, a favosa e a Kerion celsii.

Tinha tonsurante

A tinha tonsurante é assim chamada por lembrar a tonsura dos padres.

Tinha

Rara em adultos, forma inicialmente uma placa rosada, arredondada, no couro cabeludo, que geralmente é notada durante a lavagem do cabelo. Com o tempo, se torna esbranquiçada, e começa a descamar.

Logo se perdem os cabelos na região delimitada pela placa. Podem haver poucas placas grandes, ou muitas pequenas, conforme o tipo de fungo agressor.

As vezes, surgem sinais de inflamação, com formação de pus. Depois de curada, o cabelo volta a crescer.

Tinha favosa

A tinha favosa é mais comum na região litorânea do Mediterrâneo. Causada por um tricófito, o Schoenleini, dura mais tempo que as demais tinhas, podendo destruir o folículo piloso, causando falhas permanentes no couro cabeluda.

Aparece geralmente na infância, mas não desaparece espontaneamente na adolescência, como é o caso da A tinha do tipo Kerion celsii provotinha anteriormente descrita.

Tipicamente uma inflamação, com formação de te, o favo se apresenta em formato de pus, assumindo aspecto de abscessos faça recoberta de uma crosta amarela- somados. Surgem placas avermelhadas, da, com tufos de cabelo no meio.

Uma recobertas de crostas amareladas. Característica que torna este tipo de tuma aparecer mais em crianças, mas doença particularmente desagradável é pode atacar adultos, e não é incomum o mau cheiro que ocasiona. O couro que apareça na barba.

cabeludo fica cheirando a ninho de ratos. Observar prescrição do dermatologista. Os naturopatas recomendam extrato de pfoffia, três aplicações diárias, e uma aplicação de polpa de babosa por dia.

Fortalecer internamente o sistema imunitário por meio de alimentação correta e suplementos, como geleia real, equinácea, unha-de-gato e pelo menos doze comprimidos diários 500 mg de lêvedo de cerveja, que contém os princípios nutricionais necessários ao fortalecimento dos pelos.

Internamente, tomar água com limão quatro vezes ao dia, e chá de chapéu-de-couro de duas a três xícaras ao dia (duas colheres, das de sopa, da planta em 500 ml de água; ferver e filtrar).

Babosa (AIoe vera)

É tradicionalmente indicada para combater erisipela, hemorroida, queda de cabelo.

Modo de usar:

Aplicar localmente a polpa. Melhor ainda é pulverizar com spray 1 de babosa, à venda em boas casas de produtos naturais.

Nesse artigo falamos sobre Remédios Caseiros para Tinha- Tratamento Natural.

Imagem-  belezaesaude.com

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Leia também:




Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*