Remédios Caseiros para Varizes- Tratamento Natural

Um problema para o estética, um problema ainda maior para a saúde. As varizes atacam impiedosamente a mulher moderna, que se vê às voltas com inúmeras promessas de cura: de procedimentos cirúrgicos a loções milagrosas. Nesse artigo daremos dicas de Remédios Caseiros para Varizes- Tratamento Natural.

Que são varizes? Por que aparecem?

Varizes são veias anormalmente dilatadas e tortuosas. Há varizes superficiais e profundas, grandes e pequenas. As vezes, inflamam e doem, caracterizando a flebite.

O perigo maior para a saúde, entretanto, reside na formação de trombas (coágulos) no interior dos vasos tortuosos. Esses trombas por contingência do destino, podem a qualquer momento desprender-se e ocasionar “entupimentos” em órgãos distantes, levando à embolia pulmonar ou à cerebral.

Há vários fatores culpados pelo aparecimento de varizes. Pesquisas vêm trazendo à luz a responsabilidade de fatores pouco suspeitos, como a prisão de ventre!

Publicidade

A pressão intra-abdominal, produzida pelo contínuo esforço ao evacuar, gera não só dilatações hemorroidárias (que são um tipo de variz), mas alterações varicosas em outras partes do corpo, como testículos (varicocele) e membros inferiores.

A genética tem sua parte de culpa, sem dúvida. Há pessoas mais ou menos predispostas a varizes. Se você é particularmente sujeito, deve evitar os outros fatores de risco aqui relacionados.

Manter-se muito tempo em pé é inconveniente inevitável de certas profissões. O barbeiro, o comerciante e o professor pagam esse tributo à carreira escolhida. Mas é possível amenizar esse fator de risco evitando-se os demais. Ficar sentado a maior parte do tempo é também muito ruim para os vasos.

Estudiosos da alimentação natural imputam ao consumo exagerado de laticínios grau considerável de culpa.

Explicam os estudiosos que a proteína láctea é particularmente alergizante, e são as próprias reações do organismo que, numa fase remota das complicadas respostas imunitárias e bioquímicas, provavelmente ocasionam lesões vasculares precursoras de varizes.

Varizes

Os naturopatas dão muita ênfase, com fartura de razão, ao estilo de vida insalubre do homem moderno (particularmente da mulher) como causa de varizes.

Cigarro, álcool, drogas, má alimentação, vida sedentária etc. interagem na destruição da integridade vascular, produzindo arteriosclerose, por um lado, e varizes, por outro lado.

Comer certo, praticar exercícios físicos corretos (sem abusar do halterofilismo, que produz dilatações varicosas), manter peso corporal adequado (obesidade dá alguma contribuição como causa) e combater o estresse são cuidados que, com certeza, previnem varizes, entre inúmeras outras doenças atribuídos ao estilo de vida.

Publicidade

Doentes submetidos a cirurgias, obrigados a permanecer a maior parte do tempo deitados, imóveis, correm risco vascular e renal. Por isso, quanto antes o paciente puder andar, melhor.

A alimentação moderna, como explicaremos melhor no próximo tópico, é também um dos fatores causais.

A trofoterapia natural enfatiza a relação entre varizes, flebite e úlceras varicosas com a dieta moderna: muito laticínio, alimentos gordurosos, carnes, produtos refinados, massas brancas, chocolate, fast-food, açúcar, molhos, cremes, condimentos, temperos picantes, refrigerantes, pão branco, farinhas, guloseimas. Recomenda também evitar café, embutidos, frios, margarina, manteiga, queijos, frituras, guloseimas e outras junk food, inimigos da saúde dos vasos.

Ingerir abundância de frutas e hortaliças frescas, cereais integrais, nozes e castanhas. Evitar grande quantidade de alimentos de procedência animal.

Conselhos da linha de alimentação naturista:

1. Diminuir o consumo de laticínios (particularmente queijos) que, segundo os naturopatas, favorecem o processo de dilatação e enrijecimento dos vasos, particularmente em pessoas suscetíveis.

2. Aumentar o consumo de fibras através da utilização de cereais na forma integral (aveia, frutas e hortaliças).

3. Mastigar completamente os alimentos. Mastigá-los tão bem que se transformem em massa líquida e uniforme na boca.

4. Sugestão de dieta para “limpar” o sangue (pode-se adotá-la mensalmente, por uns três a cinco dias): Desjejum e jantar – frutas, como ameixa fresca, pêra, laranja, abacaxi, melão ou maçã com mamão (mais mamão do que maçã para quem tem prisão de ventre), exclusivamente. Pessoas com intestino preso podem consumir ameixa fresca, exclusivamente. Se o paciente tiver de manter-se ativo, deve comer primeiro essas frutas, depois algumas torradas de pão integral.

remedios-caseiros-para-varizes-tratamento-natural

• Almoço: Saladas de vegetais verdes, grãos germinados com legumes cozidos ao vapor (o brócolis é especialmente recomendado) e cereais, como arroz integral ou milho verde. Antes do almoço, é bom tomar, ensalivando bem, suco de cenoura com salsão ou agrião. Lanches: Água-de-coco ou fruta.

• Os macrobióticos recomendam desintoxicação com dieta exclusiva de arroz integral. Essa dieta, monótona, só deve ser experimentada por poucos dias.

• Quem tem prisão de ventre deve tratá-la sem demora, pois é causa não só de varizes, mas das hemorróidas e do câncer intestinal, entre inúmeros outros problemas crônicos. Ver constipação intestinal.

• Acrescentar vitamina E à dieta é particularmente útil. Durante a flebite, recomenda-se a ingestão diária de 400 U.l., ou mais, de vitamina E. Doses de 1.100 U.l. trouxeram nítida melhora em pacientes com tromboflebite no pós-operatório, segundo o Dr. R. E Bock (Arizona Medicine). Pacientes relatam que, usando regularmente a vitamina E, sentem grande alívio nas dores das pernas. Doses exageradas de vitamina E, contudo, alteram as gorduras no sangue. Obter orientação profissional.

• Juntamente com a vitamina E, deve-se ingerir a vitamina C. Um copo de suco fresco de acerola ao dia é suficiente para produzir bons resultados.

• Para uso de suplementos, é necessário observar orientação médica.

• Abacate, folhas de – Picar doze folhas secas de abacate, colocar num vidro de boca larga e cobrir com um pouco de álcool a 90° C. Acrescentar três pedras de cânfora. Deixar em repouso por uma semana, em local escuro. Massagear levemente o local com esse produto.

• Alecrim – Os chás de alecrim, bardana e tanchagem, tomados juntos, de duas a três xícaras ao dia, com trinta gotas de própolis, são particularmente benéficos. Dosagem tradicional: Duas colheres, das de sopa, das plantas misturadas para 500m1 de água. Ferver e filtrar.

• Bioftavonóides como pycnogenol – A venda em lojas de produtos naturais, ajuda a fortalecer os vasos. No rótulo ou na bula há instruções sobre dosagens tradicionais.

• Centella-asiática – Esta planta, famosa no Oriente, é particularmente indicada em distúrbios da circulação venosa. Aluda a prevenir e a tratar varizes, diminuindo a sensação de “dor e cansaço nas pernas”. Recomendam-se tradicionalmente seis cápsulas de 250mg ao dia, ou duas cápsulas em cada refeição.

• Clorela – Rica em micronutrientes, fortalece os vasos. No rótulo ou na bula há instruções sobre dosagens tradicionais.

• Confrei – Pode-se aplicar a pomada de confrei, disponível em boas casas de produtos naturais. Casos mais graves exigirão tratamentos de ação profunda.

• Ginkgo biloba – Passada a fase aguda, o uso dessa planta ajuda a fortalecer os vasos: de 60 a 120m9 por dia é a dose usual, que poderá variar de caso para caso, conforme orientação profissional.

• Hamamélis – Extrato fluido ou tintura para uso interno, e pomada para uso externo.

• Limão – Tomar água com limão, de duas a três vezes ao dia. Procedimento simples que exibe ótimos resultados em distúrbios vasculares.

• Mata-pasto – Massagear suavemente o local com o sumo fresco dessa planta, comum em locais úmidos e quentes.

• Mil-folhas (ou mil-em-rama) – Conta antiga lenda grega que um centauro teria usado essa planta para tratar uma ferida no herói Aquiles, que se restabeleceu completamente. Por isso, seu nome científico é Achillea millefolium (Achillea vem de Aquiles). Hoje sabe-se que possui propriedades cicatrizantes. Contra varizes, ferver duas colheres, das de sopa, da flor em meio litro de água por cinco minutos. Coar e beber uma xícara, de chá, de manhã, em lelum, outra durante o dia, e outra antes de deitar. Aplicar compressas frias-mornas no local com o chá concentrado das folhas e das flores, duas ou três vezes ao dia.

Geoterapia (compressas de argila) e hidroterapia

Indicam-se compressas frias de argila esterilizada no local para ajudar a diminuir a “febre”. Aplicar, ao mesmo tempo, compressas de argila no abdome, por duas horas.

Duchas frias na parte posterior das pernas, acompanhadas de fricção com toalha seca, ajudam a prevenir varizes, pois estimulam a circulação. Em caso de grandes varizes, não aplicar duchas.

Para melhorar o funcionamento intestinal e, por extensão, prevenir complicações varicosas, nada melhor que um ou dois banhos vitais ao dia.

Esse banho, antigo recurso hidroterápico, além de melhorar a digestão, estabiliza as funções nervosas e estimula a circulação geral.

Exercícios físicos

Depois da fase aguda,o paciente precisa começar a exercitar-se. Iniciar com caminhadas curtas, acompanhadas de exercícios respiratórios e hidroginástica. Observar orientação médica.

Cipreste (Cupressus sem petvirens)

É tradicionalmente indicado para combater distúrbios circulatórios e verrugas.

Modo de usar:

No caso das verrugas, macerar 109 de casca em 100 m de álcool a 70%. Deixar em repouso por 3 dias. Aplique na verruga 2 vezes ao dia.

Nesse artigo falamos sobre Remédios Caseiros para Varizes- Tratamento Natural.

Imagem- belezaesaude.com

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*