Leucorreia- Causas, tratamentos, sintomas e complicações

A leucorreia é o corrimento vaginal mais comum, de cor branca, leitosa, ocasionado por fungo. Mas há várias outras causas possíveis para corrimento, de que trataremos aqui. Nesse artigo falaremos sobre Leucorreia e suas Causas, tratamentos, sintomas e complicações.

Leucorreia- Causas, tratamentos, sintomas e complicações

Como desconforto à medida que a doença evolui. As infecções produzem corrimento. diferenciá-la da secreção vaginal tom amarelado ou esverdeado, que irrita normal? a mucosa e produz coceira.

Há casos de reação alérgica a produtos de higiene íntima ou ao material sintético das roupas íntimas, que desencadeiam vaginite e corrimentos.

Sintomas

Pode haver sensibilidade mesmo ao sabonete. Recomenda-se, portanto, o uso de calcinhas de algodão, que arejam melhor a região genital.

Publicidade

Mulheres diabéticas são mais pro pensas a corrimentos crônicos provocados por monilia (cândida, ou fungo).

A secreção vaginal tem a função de defesa, diluindo e eliminando a maior parte dos germes invasores.

Mas há infecções que desafiam esse corrimentos vaginais e suas causas. Mecanismo de defesa e se instalam.  São do corpo é produzir mais secreção.

E o corrimento vaginal esbranquiçado e viscoso. Conhece-se também por flores brancas.
Há um fluxo genital normal, incolor, que é a mistura de líquido segregado por células da mucosa e células de descamação da vagina.

Aumenta metade do ciclo menstrual (na ovulação), durante a excitação sexual e na gravidez. Estresse e fatores também podem aumentar a secreção normal. Não se deve confundir essa secreção com a leucorreia.

Publicidade

As infecções provocam um fluxo aumentado, de coloração branca, amarela, verde ou rosa, que pode ou não cheirar mal e produzir dor, inchação, desconforto e coceira.

Irritações, infecções, feridas no colo do útero, alterações na acidez vaginal e tumores podem produzir corrimento. Conforme a causa, o corrimento tem características diferentes.

Leucorreia, é muito importante saber suas Causas, tratamentos, sintomas e complicações.

Câncer

No câncer, apresenta-se sanguinolento e sai sem dor nos estágios iniciais, mas provoca esses germes que podem ser transmitidos pelo ato sexual, através de objetos que se introduzam nas genitálias (como o diafragma ou a espiral) ou pela falta de higiene íntima.

Há casos em que germes migram de outros focos de infecção no corpo, contaminando a região genital.

A cervicite é a inflamação da cérvix do útero, provocada por inúmeros micro-organismos. Produz corrimento malcheiroso e amarelado, e dores nas costas.

Ao se croniar, produz muita dor. Entre as causas da cervicite, estão, os traumas do trabalho de parto e o uso de pílulas anticoncepcionais.

Germes do intestino podem contaminar a vagina e ocasionar infecções por causa de uma higiene íntima deficiente.

Ao se limpar, a mulher deve cuidar para não esfregar o papel higiênico do ânus para a vagina, mas no sentido oposto.

O uso e abuso de antibióticos e anticoncepcionais desestabiliza o equilíbrio do sistema reprodutor, com possíveis repercussões sobre a flora local, favorecendo o aparecimento de infecções difíceis de curar.

Os naturopatas esclarecem que o estilo de vida da mulher moderna diminui a resistência do organismo, e isto afeta o aparelho reprodutor quando há suscetibilidade. Má alimentação, estresse emocional e promiscuidade sexual são fatores de desestabilização imunitária.

leucorreia-causas-tratamentos-sintomas-e-complicacoes

 

Dicas:

• O corrimento leitoso, branco, é o mais comum. Produz coceira e normalmente não tem cheiro. E causado por fungo (cândida ou monilia). O tratamento convencional requer o uso de cremes e óvulos vaginais especiais.

Mas isso nem sempre dá certo. Se as causas básicas (desequilíbrios metabólicos profundos, queda global e local de resistência imunitária) continuarem agindo, o problema poderá se cronificar, e produzir enorme desconforto.

• Corrimento amarelo ou esverdeado. Tem mau cheiro, causa irritação, desconforto ao ato sexual, mas pode não produzir coceira. E causado pelo Trichomonas. Como é transmitido sexualmente, o tratamento deve ser feito no casal.

A Medicina convencional prescreve o uso de creme e medicamentos específicos. A gonorreia também produz corrimento amarelado e irritação do canal. Mais uma vez, é preciso atentar para as causas ocultas do nosso estilo doentio de vida.

• Corrimento sanguinolento. Pode ser ocasionado por câncer genital, de modo que requer imediata avaliação médica.

• Outras causas de corrimento: A Chiamydia pode provocar corrimento, ou nenhum sintoma visível. E detectável através de exames de laboratório.

O Hemophilus vaginalis coexiste harmoniosamente com os demais componentes da flora vaginal, até o momento em que a resistência cai.

Desenvolve-se então a ponto de produzir infecção. Ocasiona corrimento branco-acinzentado fétido.

Essas dicas são ótimas para Leucorreia, para evitar suas Causas, ajudar nos tratamentos, evitar sintomas e complicações.

Complicações

Duchas vaginais contraindicadas Infecções crônicas podem produzir deformações genitais, esterilidade e aumentar a predisposição para o câncer.

Mulheres na fase da menopausa, mais propensas ao câncer, devem imediatamente procurar um ginecologista à menor anormalidade.

Hoje os especialistas entendem que o uso de duchas vaginais é inadequado.

Segundo o Dr. Thomaz R. GolIop (professor livre-docente em Genética Médico pela Faculdade de Medicina da USP e diretor-superintendente do Instituto de Medicina Fetal e Genética Humana de São Paulo).

A ducha vaginal é contra-indicada porque remove os germes que protegem a vagina, provocando o aparecimento dos corrimentos e das infecções.

Do mesmo jeito que não se lava o interior do ânus e da boca com sabão (apenas escovam-se os dentes), não se deve lavar a vagina. A vagina se lava por fora, com banho e mais nada.

Mulheres que têm o hábito de fazer lavagem vaginal tendem a ter mais corrimento. Ou seja, é um hábito para o qual só existe contra-indicação.” Leonel, Carla – Medicina, Mitos e Verdades. Editora CIP São Paulo, 1996.

Publicidade

Nesse artigo falamos sobre Leucorreia e suas Causas, tratamentos, sintomas e complicações.

Imagem- emtempo.com.br

Assuntos Interessantes:

 

Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


16 + seis =