Manifestações da Cólera e seus tratamentos

 

manifestacoes-da-colera-e-seus-tratamentos

Cólera é doença infecciosa aguda, causada pelo Vibrio cholerae (vibrião colérico), que coloniza o intestino delgado.

Caracteriza-se por ocorrer como epidemia, representando grande desassossego paro a saúde pública, e por manifestar-se na forma de diarreia, que nos casos mais graves é muito intensa, com grande perda de líquido e solutos, podendo ser fatal.

Antes de analisar os Tratamentos para Cólera, veremos suas manifestações.

Manifestações da Cólera e seus tratamentos

O vibrião colérico produz uma enterotoxina proteica que irrita a mucosa intestinal, cuja resposta é a hipersecreção de líquido, que desencadeia a diarreia. As fezes, líquidas e claras, parecem água de arroz.

Publicidade

Há grande perda de potássio, sódio, líquido e outros eletrólitos. Ocorre, além da desidratação, acidose por perda de base.

O período de incubação é de 12 a 48 horas. Em seguida, começa subitamente a diarreia, que geralmente não produz dor, mas muita fraqueza pelas perdas que acabamos de referir.

Em questão de horas, vários litros de líquido são perdidos, o que leva ao choque profundo.

A perda de líquido por via intestinal pode chegar a um litro por hora! Se não for logo tratada e compensada poderá ocasionar rapidamente choque hipovolêmico e morte.

Os vômitos podem vir antes da diarreia, ou acompanhá-la.

Publicidade

Comumente o vômito não é precedido de náusea, e sai sem esforço. A medida que o corpo perde sais, começam as cãibras, freqüentes nos panturrilhas.

O paciente apresenta-se extremamente debilitado, sem cor, com pulso quase imperceptível, olhos fundos, taquicardia (pulso acelerado), pressão baixa, respiração curta e rápida e voz fraca.

A intensidade e a gravidade das manifestações dependerão de vários fatores, como a resistência do organismo do doente e a cepa da bactéria.

Há casos que evoluem benignamente, como uma diarreia passageira.

Há, entretanto, situações extremamente graves, em que o enorme déficit hidro eletrolítico leva à morte em questão de horas ou dias, por hipovolemia, acidose metabólica ou uremia. Pacientes mal nutridos e crianças exibem maior perigo.

Como é o Tratamento para Cólera?

O paciente hospitalizado receberá, via endovenosa, líquidos e sais para repor suas grandes perdas.

Costuma-se utilizar a solução lactada de Ringer, ou a solução de um litro de água destilada com 5g de cloreto de sódio, 4g de bicarbonato de sódio e 19 de cloreto de potássio, sem pirógenos.

Inicialmente se pode infundir a solução endovenosa na velocidade de 50 a 100ml por minuto, até que se restaure a pulsação.

Deve-se observar intensivamente a resposta do paciente ao tratamento, prevenindo-se a hidratação insuficiente e, no outro extremo, a hidratação excessiva.

Para tanto, recomenda-se observar enchimento venoso do pescoço e proceder regularmente à ausculta pulmonar.

Se a hidratação é insuficiente, poderá instalar-se insuficiência renal agudo. No caso de crianças a depleção de potássio assume significado mais sério, sendo recomendado acrescentar potássio ao soro conforme orientação médico.

Onde não é possível recorrer a tratamento médico hospitalizado deve-se adotar o seguinte procedimento:

Administrar, de cinco em cinco minutos, alguns goles de um dos seguintes soros caseiros:

1. Em um litro de água fervida colocar duas colheres, das de sopa, de mel (quando não há mel, usar melado, rapadura, açúcar preto ou mesmo açúcar refinado), um quarto de colher, das de chá, de sal refinado (cuidado para não exagerar no sal), um quarto de colher, das de chá, de bicarbonato de sódio.

Se não há bicarbonato, substituí-lo pelo sal, usando, ao todo, meia colher, das de chá, de sal. Acrescentar um quarto do suco de um limão e o suco de uma laranja.

Mexer bem. Administrar goles de cinco em cinco minutos, inclusive à noite, a menos que a diarréia passe.

  1. O soro mais simples é um litro de água fervida com duas colheres rasas, das de sopa, de açúcar e uma pitada de sal. Goles de cinco em cinco minutos.
  1. Para o bebê: água de arroz. Cozinhar sete colheres, das de sopa, de arroz em um litro de água levemente salgada.

Quando o arroz estiver cozido, dar a água do arroz para o bebê, em intervalos regulares.

  1. Boa solução oral é feita com fubá: Em um litro de água colocar uma colher rasa, das de chá, de sal, três colheres, das de sopa, de fubá ou farinha de arroz e deixar ferver por uns cinco ou dez minutos.

Administrar goles de cinco em cinco minutos, ou à medida da solicitação do doente. Ajuda a diminuir os vômitos e a diarreia.

Publicidade

Nesse artigo falamos das Manifestações da Cólera e seus tratamentos.

Imagem- blog.aaguadasaude.com.br

Assuntos Interessantes:

 

Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


1 × um =