Medicina Natural – O que é? Funciona? (Completo!)

Que significa para você “cura por meios naturais”? Muitos consideram a cura natural mero modismo, onda que, do modo como veio, logo deve passar. Outros acham que a medicina natural se trata de nova filosofia de vida ou ressurreição de antigas teorias sobre saúde e doença. Desconhecem qualquer utilidade prática. Ainda outros relacionam esse assunto com o folclore e o misticismo. “E medicina popular, receituário de curandeiros, caboclos e pajés”, sentenciam.

A denominação mais comum é “Medicina alternativa”, que exprime, provavelmente, a opinião da maioria: trata-se de terapia baseada em recursos naturais, como plantas, banhos, cataplasmas etc., que pode ser útil em certas situações, constituindo uma alternativa à Medicina oficial. Mas que nunca deve ser uma substituição desta. A Medicina natural deve ser acompanhada pela medicina tradicional, em alguns casos.

Há poucas décadas, ecologia era assunto de gente excêntrica. Defender as matas, proteger os bichos, condenar as indústrias poluidoras, falar mal dos inseticidas, era postura de grupos “antiprogressistas e alarmistas”, que preconizavam teses completamente “utópicas”.

Hoje, ecologia é assunto do momento, com inclusão obrigatória na pauta de qualquer projeto ou negociação que toque no meio ambiente.

Publicidade

Cremos que a mesma história se repete no caso da cura natural. O corpo humano é o mais extraordinário ecossistema do planeta, indelevelmente ligado a outros ecossistemas da Natureza.

A salvação da Natureza: Medicina Natural

As ameaças que secundam o planeta, poluindo, destruindo e desestabilizando, existem também em relação ao nosso corpo. As doenças que nos incomodam, muitas vezes suportadas como inevitáveis, são o grito de socorro do ecossistema do nosso corpo, violentado pelo moderno estilo de vida.

Portanto, na compreensão da cura natural, doença é resultado da violação de leis naturais e surge a partir da perda da estabilidade que só a harmonia como meio ambiente pode proporcionar.

medicina natural

 

Por isso chamamos “Medicina natural” a esse sistema de abordagem da saúde humana.
Corrigir a alimentação, praticar exercícios físicos, abandonar os vícios, e adotar postura mental correta são algumas das principais medidas de retorno à saúde. O uso de plantas, cataplasmas, banhos etc. constitui emprego de recursos terapêuticos menos agressivos que os convencionais, que podem, em certas situações, ajudar notavelmente.

A Medicina moderna, que incorpora as melhores inovações tecnológicas, oferece à saúde humana possibilidades nunca vistas. Raio laser, ultra-som, microcirurgia, engenharia genética e inúmeros outros recursos, com eficiência multiplicada pela informática, revolucionam o diagnóstico e a terapêutica.

Tudo isso é inegavelmente válido – prolonga a vida, alivia o sofrimento e orienta a conduta terapêutica. Não obstante, o mais vital entre todos os conceitos de saúde e doença, que é nossa interação com a Natureza e o fato de que não somos produto do laboratório, é muitas vezes esquecido.

Leia também: Plantas Medicinais – O Guia Completo das Ervas Medicinais

Medicina que busca restaurar a energia vital por meios naturais é às vezes tachada de elementar e inócua. O orgulho científico cega para a excelência das leis da Natureza, de cuja compreensão depende o reencontro do homem com seu bem-estar.

Cremos que a Medicina natural é a Medicina do futuro. Logo será inevitável admitir que a saúde do homem, cada vez mais assediada por processos degenerativos, só reagirá favoravelmente com mudanças drásticas no estilo de vida, um ataque às verdadeiras causas das doenças.

Publicidade

O modismo da Medicina natural

Como que um encaminhamento para essas mudanças, hoje virou moda a “vida natural”, a “alimentação natural”. Fala-se muito em “naturismo”.

Surgem inúmeros lançamentos com o destaque “natural” no rótulo como sem fossem parte real da Medicina natural.
Há produtos naturais autênticos, saudáveis, mas há número muito maior de produtos que, aproveitando o modismo, usam esse nome para estimular as vendas. Não há adequada preocupação com a qualidade. E preciso estar atento às múltiplas falsificações que circulam na praça.

No que diz respeito à Medicina natural, também há incontáveis tendências, muitas das quais pauco recomendáveis. Os meios naturais de cura são tão antigos como o homem. Os que só agora descobriram sua importância chamam-nos “novidade”. Não raro os confundem com uma parafernália de idéias em quase nada identificadas com os princípios mais originais e sensatos.

Hábitos Saudáveis

O tratamento natural requer abnegação, mudança de hábito que nem todos estão dispostos a encarar. O resultado pode demorar a vir, e o sacrifício inicial, que às vezes não traz compensação aparente, faz com que alguns desistam antes do tempo. Por isso, surgiram “atalhos” para evitar o “calvário” da mudança de hábito.

Exemplo disso são os regimes “naturais” associados a certas formulações, que levam o nome. de “herbais”, mas que escondem em sua composição drogas perigosas da classe das anfetaminas e benzodiazepinas.

Leia também: Hábitos Saudáveis – Como seguir uma vida com mais saúde

Vitaminas e Antioxidantes

vitaminas

O uso de vitaminas e minerais “antioxidantes”, para evitar a formação de radicais livres, é preconizado pela nutrição ortomolecular e pode ser muito útil. Mas às vezes se dá ênfase exagerada a isso em detrimento da desintoxicação e do cultivo de hábitos sadios. Cria-se uma “vitaminomania”, prejudicial por levar ao esquecimento dos verdadeiros fatores de saúde.

As clínicas de emagrecimento ou Spas podem adotar sistemas adequados de tratamento, mas freqüentemente pecam pela elitização do atendimento (usam meios e métodos extremamente caros, acessíveis a poucos) e pela redução do objetivo ao simples emagrecimento. Perdem de vista a meta da saúde global, que requer profundas mudanças no estilo de vida.

Medicina natural não é só crenças e achismos, deve-se sempre ter um acompanhamento médico profissional.

Leia também: Vitaminas: Todos Benefícios e Alimentos (Tabela Completa)

A Cura Natural

E lamentável constatar que muitas pessoas estão escravizadas aos remédios. Sentem-se cada vez mais doentes. Não se discute que muitos recursos terapêuticos e diagnósticos alopáticos, atrelados ao progresso técnico-científico, oferecem benefícios à saúde humana. O que os naturistas questionam, entretanto, é o uso e o abuso de drogas, o descaso com que vêm sendo tratados assuntos vitais, como a alimentação, o estilo de vida e sua relação com a saúde.

Como vimos, o pensador naturista crê que a saúde é resultado da harmonia com o meio ambiente. Doença é conseqüência da violação das leis da Natureza. A curo em muitos casos pode ser obtido por meios naturais, como reação espontânea do organismo, desde que se cultivem hábitos sadios e se deixem hábitos nocivos. Saúde, portanto, é fundamentalmente questão de hábito.

Este é o mais importante passo rumo à cura, segundo os princípios do naturismo e da medicina natural:
Cultivar o hábito da saúde: – alimentar-se corretamente, praticar exercícios físicos, abandonar os vícios, dormir o suficiente e cultivar a serenidade mental.

O corpo cura-se a si mesmo

Entretanto, quando há doença, é preciso abordá-la. A cura deve constituir uma fase de transição para uma vida saudável. O organismo debilitado precisa reencontrar o equilíbrio. A doença nada mais é que aviso do corpo de que há fatores de desequilíbrio em ação.

ARTIGO: Plantas Medicinais – O Guia Completo das Ervas Medicinais

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*