Tratamentos para disfunção erétil

 

A disfunção erétil é muito comum entre alguns homens. Suas causas podem ser orgânicas ou psicológicas.

Para auxiliar nesse quesito separamos aqui Tratamentos para disfunção erétil. O primeiro passo é buscar ajuda médica para descobrir os motivos. Ao iniciar o tratamento para disfunção erétil, você pode seguir algumas dicas gerais:

Tratamentos para disfunção erétil

Faça sua parceira participar

Mesmo que as dificuldades com a ereção se originem no homem, elas são um problema do casal e tem soluções através deles. Se o problema não é médico, há muitas estratégias que podem ajudar.

Portanto, suas possibilidades de melhorar são muito maiores se sua parceira sexual participar da solução.

Se você está em uma relação séria, você deve desenvolver uma estratégia para fazer sua parceira participar. Convença-a de que ela é a solução mais lógica do problema.

Conscientize-se de que você não é anormal

Nunca será demais dizer: ter problemas de ereção não significa que você seja de nenhuma maneira anormal fisiologicamente ou psicologicamente.

Não é sua culpa

A pessoa tende a se sentir culpada de seus problemas sexuais. Os homens frequentemente sentem que de certa forma têm perdido sua masculinidade.

Isto pode trazer uma baixa muito grande em sua auto estima. Mas a verdade é que a maioria dos homens, por uma ou outra razão, passam pelo fracasso na ereção.

Mesmo se os fracassos ocorrerem frequentemente, tente não se perturbar demais com ele.

Muitas vezes, os homens são muito severos consigo mesmos ou têm uma parceira que se angustia muito e pensa que isso acontece porque ela não é atrativa ou desejável.

Perturbar-se demais pode levar à ansiedade. Faça tudo o que puder para ser compreensivo a respeito do problema.

Manter a consciência limpa é importante para tratamentos para disfunção erétil.

Leia e fale em seguida

Muitos dos terapeutas sexuais que foram entrevistados para esta seção dizem que muitas vezes se surpreenderam com a falta de conhecimento de seus pacientes do próprio ato sexual.

Há uma grande quantidade de material escrito—livros que podem ajudar a você e a sua parceira para que resolvam seus problemas, e que os trabalhem com o objetivo de ter uma vida sexual mutuamente satisfatória.

Conselhos de Prevenção

Vários tipos de doenças médicas e lesões podem deixá-lo impotente—de forma permanente. Aqui estão seus conselhos para evitar as causas físicas mais comuns de impotência :

Deixe de fumar

Fumar está associado com bloqueios das artérias penianas obstruindo o fluxo de sangue necessário para a ereção.

Os resultados não são na realidade uma surpresa, já que estudos anteriores têm relacionado o ato de fumar com bloqueios das artérias do coração.

impotência é parecida com as doenças vasculares, como arteriosclerose. É a manifestação no pênis desses tipos de transtornos.

A pessoa inteligente diria: Não irei fumar, farei exercício, não comerei alimentos com alto teor de gorduras.

Em resumo, seja inteligente com respeito a sua saúde cardiovascular. Isso trará um impacto à sua potência e à sua vida sexual. Deixar de fumar não irá reverter o prejuízo existente, mas pode ajudar a evitar que piore.

Proteja suas entre coxas contra danos

Uma causa muito comum de impotência, especialmente em homens jovens, é uma lesão na região das entre coxas.

Frequentemente, essas lesões (e a impotência que causam) não são curadas por elas mesmas e têm que ser submetidas à cirurgia.

“A pessoa que andam de bicicleta devem proteger-se muito bem da barra. Outras atividades que necessitam de cuidado incluem o karatê, montar a cavalo, atividades de rodeio, e qualquer coisa que possa causar dano à entre coxa.

Se você acredita que suas dificuldades com a ereção foram causadas por um acidente desse tipo, deve ir o médico.

Leia diferentes manuais, os que sejam decentes, não os manuais pornográficos. E discuta sobre eles. Uma pessoa pode dizer ‘Eu acredito que isso é bobagem’ e outra pode dizer, ‘Bem, por que não? Eu gostaria de experimentar isso.’

leia livros sobre sexualidade, mesmo que você não queira experimentar os exercícios.

Desenvolva estratégias para sobreviver

O tamanho do pênis não é uma medida de habilidade sexual, e tampouco a sua rigidez. Num estudo de 100 casais sãos que estavam ficando mais velhos.

Houve uma diminuição do impulso sexual a medida que avançavam na idade. Também houve uma diminuição na rigidez do pênis e na frequência do ato sexual.

No entanto, os casais que tinham criado estratégias para sobreviver esta situação, para passar por estas dificuldades.

Quer seja ajudando manualmente a penetração ou desenvolvendo maneira alternativas de alcançar orgasmo, ainda se catalogavam como satisfeitas sexualmente e maritalmente.

Desenvolver essas estratégias é importante para os tratamentos para disfunção erétil.

A moral da história é: A criatividade dá frutos.

tratamentos-para-disfuncao-eretil

 

 Evite os afrodisíacos

A mosca espanhola e outros auto denominados afrodisíacos geralmente não são nada mais que placebos—pastilhas de açúcar que não fazem nada mais que levantar sua auto confiança.

De fato, acrescenta, nenhuma substância nunca demonstrou com algum grau de confiança que possa melhorar o funcionamento sexual.

Além do mais, usar a mosca espanhola pode ser muito perigoso e inclusive pode ser fatal.

Utilize fantasia

Muitos homens com problemas de ereção se dedicam a ser “espectadores”, ou seja constantemente estão observando seu próprio funcionamento sexual. Isto tira o indivíduo do momento e o leva a ser demasiado crítico.

Nós tratamos de estabelecer uma situação onde a atenção se dirija para outro lugar— experimentar prazer quando é acariciado ou a experimentar prazer de acariciar outra pessoa.

Também recomendamos o uso de fantasia—concentrar-se numa fantasia sexual na qual pode participar o casal. Isto ajuda a minimizar a expectativa e a melhorar a excitação sexual.

Utilizar fantasias é um dos ótimos tratamentos para disfunção erétil.

Experimente a masturbação

A ansiedade pelo rendimento sexual é simplesmente isso—ansiedade pelo rendimento. Mas as relações sexuais entre casais que se amam nunca teve a intenção de ser uma produção dos teatros alternativos da Broadway.

Não esqueça de que mesmo que é importante satisfazer a seu companheiro ou companheira, você também está ali para satisfazer a si mesmo.

A masturbação—alcançar um orgasmo enquanto está sozinho—pode ser útil para voltar a aprender como conseguir seu próprio prazer (sempre que não se faça em excesso).

O passo seguinte é levar essa habilidade a uma situação sexual com seu companheiro ou companheira—trocando o enfoque de rendimento a uma interação que produza prazer mútuo.

Não tenha medo de procurar ajuda

Quando você já fez de tudo, sem resultado, é hora de procurar ajuda médica. Os estudos tem mostrado que a terapia pode melhorar significativamente a vida sexual de um casal. Onde você vá depende de você, mas procure informação e vá onde mais lhe convenha.

Muitos estados tem certificados em terapia sexual. Os psicólogos com licença também podem ajudar (e podem estar melhor preparados). Se pode, consiga referências.

O mais importante é encontrar um profissional certificado ou com licença que. tenha ajudado outros com problemas similares ao seu.

Nesse artigo falamos Tratamentos para disfunção erétil.

Imagem- novotempo.com

Dica Extra: Alimentos que Curam Doenças


Enquanto muitas pessoas se entopem de remédios, multivitamínicos e realizam dietas mirabolantes, existem certos alimentos que podem evitar doenças ou até mesmo ajudar na cura de muitas delas. Descubra o real PODER na Natureza neste Vídeo Exclusivo - Clique Aqui


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *