Vertebroterapia – Coluna vertebral | O que é?

A vertebroterapia é uma técnica aplicada por médicos especialistas que consiste em manipular, sob certas condições, os corpos ósseos que compõem o conjunto da coluna vertebral; desenvolveremos mais adiante suas bases fisiológicas, suas indicações patológicas e seus limites terapêuticos.

A Vertebroterapia deve ser compreendida como representante do tratamento puramente mecânico cujo objeto é “manobrar” (no sentido etimológico do termo, ou seja, trabalhar com a ajuda das mãos) as vértebras nos diferentes lugares (pescoço, costas, região lombar e sacro).

Conforme o caso, essas manobras compreenderão quer “trações”, que consistem simplesmente em estirar a coluna vertebral, quer “manipulações”, técnica mais sutil e mais complexa baseada na redução manual das lesões osteopáticas.

coluna-vertebral-vertebroterapia

Estas últimas, nesse caso, devem ser compreendidas como um distúrbio da estática vertebral, distúrbio do gênero dos que podem frequentemente provocar modificações funcionais que atingem um certo número de órgãos.
Ressaltaremos novamente, a respeito deste estudo, a importância da noção de equilíbrio como garantia do estado de saúde, perturbado aqui no plano dos corpos ósseos que formam o conjunto da raque.

Publicidade

leia também: Massoterapia – Benefícios: Curando Dores do Corpo

Técnicas da Vertebroterapia

Estas deverão ser confiadas exclusivamente a um médico especialista. A sutileza do diagnóstico e a necessidade do “dedilhado” (no sentido real do termo) na execução das manipulações corretivas assim o exigem.

A utilidade dessas manobras ficará a cargo do osteopata que julgará se são oportunas; na realidade, a vertebroterapia, como todas as terapêuticas, só será aplicada se o estado do paciente o exigir.

Ela não cura todas as lesões locais ou todos os distúrbios do organismo. porém. em grande número de casos, traz aos doentes não apenas a sedação das dores, mas também o restabelecimento do equilíbrio funcional.

Em diferentes partes desta obra – quando se trata dos “sintomas-guias”, na ocasião do estudo das doenças propriamente ditas ou dos traumatismos – sempre que se fizer necessário será aconselhado o recurso a essa técnica. Ela tem suas indicações, como também seus limites; porém, bem manejada, pode contribuir para o restabelecimento da saúde.

dicas Dica Extra: Como Curar Doenças de Forma Natural

Descubra como PREVENIR e CURAR doenças através de métodos naturais e alimentos simples. Descubra o real PODER DE CURA PELA NATUREZA - Clique Aqui

Publicidade

Leia também:


Deixe um Comentário

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.


*