Beladona – Para que Serve, Benefícios, Homeopatia e Contraindicações

Beladona

Beladona é uma planta muito antiga e rara, ela geralmente é encontrada em encostas de rios e lagos devido o solo úmido que ela precisa para se desenvolver.

O conceito dessa planta é a beleza da mulher, por isso, o nome significa ” mulher bonita”, no antigo Egito e na Roma antiga o suco de Beladona era utilizado para dilatar as pupilas do olho feminino para e melhorar a pele deixando-as mais claras para atender o padrão de beleza da época.

Nesse artigo, você vai conhecer todas as curiosidades da Beladona como suas propriedades, benefícios e contraindicações. Continue lendo.


 

Beladona-Benefícios

 

Para que serve?

A planta possui um alto grau de toxidade, apesar disso, ela é utilizada em muitos remédios medicinais na homeopatia, pois foram realizados alguns estudos de como isolar a atropina a substância que causa o efeito tóxico quando utilizado em demasia.

Devido o alto grau de periculosidade encontrada na planta os antigos deram o nome científico para a beladona que faz reverência a mitologia grega atropa belladonnadedicado ao Deus da morte ” Átropos”.

A beladona na homeopatia tem um grande valor, pois é largamente utilizada em tratamentos de gota, úlceras, convulsões, câimbras, asmas, bronquites, diminui dores no corpo e no controle estomacal.

A planta ainda não possui reconhecimento da medicina alopática em suas diversas aplicações, no entanto, os princípios ativos da beladona são encontrados em alguns medicamentos oftalmológicos.

Propriedades 

  • Inibidor de secreções;
  • Anti inflamatório;
  • Diurético;
  • Espasmolítico;
  • Parasimpatolítico;
  • Analgésico.

Contém os princípios ativos de 1% de alcalóides derivados do tropano (hiosciamina, atropina), ácido atrópico, beladonina e escopolamina.


Beladona e seus benefícios

Por ser uma planta rara geralmente ela encontrada em forma de gotas ou pomadas, no entanto seu uso deve ser feito sob supervisão de um médico. Por ser um tratamento natural, os profissionais responsáveis são os médicos homeopatas que indicam o composto da planta para diversas aplicações como:

1- Tratar de problemas no sistema nervoso

As propriedades sedativas agem no sistema nervoso e ajudam no tratamento de ansiedade, estresse, depressão, epilepsias e neuralgias.


2- Age no aparelho digestivo

Como o principio ativo da beladona tem efeito sedativo e age no sistema nervoso, ele também é benéfico para alguns problemas relacionados ao estomago como gastrite, úlceras e azia. A planta também mostra eficácia na redução de sintomas de ânsia e vômitos.

Alguns especialistas estimam que a beladona mostra eficácia na diminuição de cólicas biliares.

3- Trata asmas e tosse

A beladona é eficiente na redução de secreções nos brônquios, por isso, ela altamente recomendável em caso de problemas respiratórios como asmas, tosses e bronquites.

4- Ameniza as dores

Já existem pomadas fabricadas com os princípios analgésicos da beladona que combate as dores nas articulações e pernas. Por isso, a homeopatia faz a indicação desse tratamento em portadores de artrite, reumatismo e problemas nos nervos.

Beladona Homeopatia

Os tratamentos fitoterápicos são maiores nos últimos anos, pois as pessoas estão acreditando cada vez mais no poder natural das plantas. Segundo os homeopatas, a beladona possui inúmeras aplicações medicinais com resultados satisfatórios, incluindo a área oftalmológica, tratamentos para distúrbios nervosos, tétano, coqueluche, asma, convulsões, gripes, cólicas hepáticas, reumatismo, pneumonia, palpitações no coração.

Também foram demonstrados resultados positivos no tratamento de cólicas urinárias e biliares. Mas, a utilização dessa planta nunca deve ser feita por conta própria, o tratamento deve ser indicado por um profissional homeopata que conhece os efeitos da planta, bem como a posologia correta para cada caso em específico.

Diversas formas de uso

Existem diversas formas de uso da beladona, os tratamentos fitoterápicos costumam ser diferentes de acordo com o problema de saúde, por exemplo:

– Tratamentos de ingestão para tratar de cólicas e problemas estomacais geralmente são usadas a composição em gotas, somente uma farmácia especializada pode manipular de acordo com a indicação do médico.

– Tratamentos com pomadas – Para tratar reumatismo e dores no corpo.

– Tratamentos respiratórios – Pode ser utilizado um composto para inalação.

Efeitos colaterais 

A atropina (alcalóide) é um princípio ativo da beladona, é justamente ele que torna a planta muito tóxica e perigosa. Houve casos de envenenamento que ocasionaram óbitos em pessoas que consumiram o extrato do fruto de forma enganosa, por isso, ela é considerada uma planta mortal.

Planta Tóxica

Estima-se que o consumo das folhas também é fatal, por isso, a beladona é considerada a segunda planta mais tóxica do mundo, seguido da mamona.

Outros estudos apontam a planta como alucinógena podendo até causar mal-estar e cegueira, batimentos cardíacos acelerados, convulsões, constipação, coma e a morte.

Contraindicações 

Os compostos presentes na beladona podem ser extremamente benéficos para a saúde quando bem manipulados e empregados com sabedoria. No entanto, a planta é alvo de muita polêmica devido sua toxidade.


Por isso, sua utilização é contraindicada em tratamentos caseiros sem supervisão médica, ou seja, não se pode fazer remédios caseiros com ela.

Em caso de intoxicação com a beladona, é indicado buscar um pronto socorro imediatamente para que seja feita uma limpeza no organismo a fim de eliminar todas as substâncias tóxicas o mais rápido possível antes que ela comece sua ação destrutiva.

Gostou de saber mais sobre essa planta que é considerada um veneno? Se você quer ficar por dentro de mais informações da beladona, marque uma consulta com um medico homeopata e confira como aproveitar os benefícios dos princípios ativos para tratar alguns problemas de saúde de forma segura.

 

Fontes em Inglês: 1, 2

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*


1 × 5 =